Exame Invest
MERCADOS

Bolsas da Ásia fecham em alta; HK sobe 0,5%, yuan cai

PUBLICADO EM: 13.1.11 | 6H33
Por AE-Dow Jones Tóquio - A maioria das bolsas da Ásia encerrou os pregões em elevação nesta quinta-feira. O bom desempenho de ontem nas bolsas de Nova York e os resultados do leilão de títulos da dívida portuguesa impulsionaram as bolsas da região. A Bolsa de Hong Kong registrou sua terceira sessão consecutiva de ganhos, […]
EXAME.com

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Por AE-Dow Jones

Tóquio - A maioria das bolsas da Ásia encerrou os pregões em elevação nesta quinta-feira. O bom desempenho de ontem nas bolsas de Nova York e os resultados do leilão de títulos da dívida portuguesa impulsionaram as bolsas da região.

A Bolsa de Hong Kong registrou sua terceira sessão consecutiva de ganhos, liderados pelo peso pesado HSBC e outras instituições financeiras, em meio à diminuição das preocupações imediatas em relação à crise da dívida da zona do euro. O índice Hang Seng subiu 0,5% e fechou aos 24.238,98 pontos.

Na China, a alta foi liderada pela petrolíferas, por causa da elevação das cotações do petróleo, e pelas companhias aéreas, ante a expectativa de redução das despesas graças à valorização do yuan. O Xangai Composto avançou 0,2%, aos 2.827,71 pontos. O Shenzhen Composto fechou praticamente estável, com ganho de apenas 0,01%, aos 1.257,32 pontos.

O yuan caiu em relação ao dólar, revertendo duas sessões consecutivas de ganhos, apesar de o banco central ter fixado a taxa cambial de referência diária numa mínima recorde. A taxa de paridade central foi fixada pelo Banco do Povo da China (PBOC, banco central) em 6,5997 yuans, de 6,6128 yuans na quarta-feira. No mercado de balcão, por volta de 6h30 (de Brasília), o dólar era negociado a 6,6046, ligeiramente acima do fechamento de ontem, de 6,6038 yuans.

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, fechou em leve alta, impulsionada pelas ações de financeiras peso pesado e limitada pela realização de lucros no setor tecnológico. O índice Taiwan Weighted subiu 0,1%, aos 8.975,58 pontos.

Já a Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, fechou em queda, após pregão instável. Houve vendas programadas de instituições domésticas devido ao término dos contratos de opções. A decisão do Banco da Coreia (BOK, banco central) de aumentar os juros em 25 pontos-base não afetou o mercado. O índice Kospi baixou 0,3%, aos 2.089,48 pontos.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney encerrou na maior alta diária em seis semanas, com as empresas mineradoras liderando os ganhos. Também pesou no resultado os números positivos das bolsas norte-americanas. O índice S&P/ASX 200 fechou em alta de 1,50%, aos 4.795,20 pontos.

A Bolsa de Manila, nas Filipinas, fechou o dia em alta, impulsionada pelos ganhos no mercado de ações dos EUA. O índice PSE avançou 0,81%, aos 4.070,11 pontos. As informações são da Dow Jones.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame