Exame Invest
Mercados

Bolsas da Ásia fecham sem sinal definido; Hong Kong cai 0,8%

PUBLICADO EM: 17.11.11 | 7H41
Tóquio - As bolsas asiáticas fecharam sem sinal definido. As preocupações com a crise da dívida europeia diminuíram um pouco, mas continuaram a pesar, principalmente em Hong Kong. A Bolsa de Hong Kong fechou em queda pelo terceiro dia consecutivo, seguindo as perdas de Wall Street, com as empresas financeiras e as exportadoras liderando o […]
EXAME.com

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Tóquio - As bolsas asiáticas fecharam sem sinal definido. As preocupações com a crise da dívida europeia diminuíram um pouco, mas continuaram a pesar, principalmente em Hong Kong.

A Bolsa de Hong Kong fechou em queda pelo terceiro dia consecutivo, seguindo as perdas de Wall Street, com as empresas financeiras e as exportadoras liderando o declínio, ainda sob influência da crise da dívida na zona do euro. O índice Hang Seng perdeu 143,43 pontos, ou 0,8%, e encerrou aos 18.817,47 pontos.

Na China, as bolsas oscilaram pouco, em um dia de negócios sem brilho, pois os investidores ficaram cautelosos antes da oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) da seguradora New China Life Insurance, 3ª maior do país. O índice Xangai Composto recuou 0,2% e terminou aos 2.463,05 pontos. O índice Shenzhen Composto teve alta de 0,1% e fechou aos 1.060,55 pontos.

O yuan se desvalorizou em relação ao dólar, seguindo a direção da taxa de referência fixada pelo banco central, na esteira da alta do dólar no exterior. No mercado de balcão, o dólar era cotado a 6,3508 yuans às 6h30 (de Brasília), acima dos 6,3456 yuans do fechamento de quarta-feira. O Banco do Povo da China (PBOC, banco central) fixou a paridade central em 6,3553 yuans por dólar, acima dos 6,3509 yuans de quarta-feira.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé fechou estável, com o otimismo crescente no front econômico dos EUA compensando as incertezas locais sobre o futuro político da ilha, que passará por eleição presidencial em janeiro. O índice Taiwan Weighted fechou aos 7.387,81 pontos.

Na Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, o índice Kospi avançou 1,1% e encerrou aos 1.876,67 pontos, com a movimentação de investidores de varejo para pegar ações que vinham tendo queda nos últimos pregões.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, encerrou o dia em leve alta, em negociação mista. O índice S&P/ASX 200 avançou 0,25% e fechou aos 4.258,20 pontos.

Nas Filipinas, a Bolsa de Manila fechou em leve baixa. O índice PSE retrocedeu 0,16% e terminou aos 4.334,66 pontos.

A Bolsa de Cingapura terminou em baixa, com dados abaixo do esperado das exportações domésticas. O índice Straits Times caiu 1% e fechou aos 2.778,25 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, recuou 0,6% e fechou aos 3.792,25 pontos, com vendas de investidores estrangeiros de papéis de bancos e de empresas relacionadas a produtos de consumo. Desvalorização da rupia também afetou o sentimento.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, caiu 0,4% e fechou aos 993,38 pontos, com realizações de lucros se sobrepondo às compras do início da sessão.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, perdeu 0,8% e fechou aos 1.465,47 pontos, afetado pelas baixas nos mercados europeus. As informações são da Dow Jones

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame