Exame Invest
Mercados

Bolsas da China encerraram terceira semana consecutiva em queda

PUBLICADO EM: 23.12.16 | 8H03
Índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,85 por cento
Bolsa de Xangai

Bolsa de Xangai: ações de corretoras e as seguradoras caíram, em meio a sinais de regulação mais rigorosa nos setores

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

Xangai / Cingapura - Os mercados da China encerraram a semana em queda, com o índice CSI300 atingindo a mínima de fechamento de dois meses e encerrando sua terceira semana consecutiva de quedas, com preocupações de supervisão regulatória mais rigorosa pressionando as corretoras e as seguradoras.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,85 por cento, para o menor nível desde meados de outubro, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,94 por cento.

As corretoras e as seguradoras caíram, em meio a sinais de regulação mais rigorosa nos setores, potencialmente prejudicando suas fontes de receita.

A mídia local informou que os reguladores vão intensificar a supervisão sobre os produtos de seguros online, bem como os investimentos alternativos das corretoras, sendo este o mais recente esforço para conter os riscos financeiros.

O índice MSCI recuava um dia moderado nesta sexta-feira, depois que Wall Street teve uma pausa nas altas desde a eleição presidencial dos Estados Unidos.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha variação negativa de 0,43 por cento às 7:20 (horário de Brasília), mínima de cinco meses. Ele caminhava para queda acumulada de 1,8 por cento em sua segunda semana consecutiva de perdas.

 

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame