Exame Invest
MERCADOS

Bolsas de NY têm leve baixa com dado sobre emprego

PUBLICADO EM: 13.1.11 | 18H37
Por Gustavo Nicoletta Nova York - Os principais índices do mercado de ações dos EUA fecharam em queda, pressionados pela divulgação de indicadores decepcionantes sobre os pedidos de auxílio-desemprego no país, que pesaram particularmente sobre os papéis de empresas ligadas ao segmento de matérias-primas. O declínio foi limitado pela boa recepção dos bônus soberanos leiloados […]
EXAME.com

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Por Gustavo Nicoletta

Nova York - Os principais índices do mercado de ações dos EUA fecharam em queda, pressionados pela divulgação de indicadores decepcionantes sobre os pedidos de auxílio-desemprego no país, que pesaram particularmente sobre os papéis de empresas ligadas ao segmento de matérias-primas. O declínio foi limitado pela boa recepção dos bônus soberanos leiloados hoje por Espanha e Itália, que diminuiu a preocupação dos investidores com o endividamento elevado dos países europeus.

Pela manhã, o Departamento de Trabalho dos EUA divulgou que número de norte-americanos que entraram pela primeira vez com pedido de auxílio-desemprego subiu 35 mil na semana encerrada em 8 de janeiro, enquanto economistas ouvidos pela Dow Jones esperavam uma redução nas solicitações. O órgão divulgou também que o índice de preços ao produtor do país cresceu 1,1% em dezembro ante novembro, mais do que a taxa de 0,8% esperada pelos analistas. Apesar disso, o núcleo do índice, que exclui do cálculo os preços dos alimentos e dos combustíveis, avançou apenas 0,2%, em linha com o previsto.

A venda de títulos da dívida soberana da Espanha e da Itália contrabalançou o azedume trazido pelos dados sobre o auxílio-desemprego, já que ambos os países venderam o volume máximo de dívida previsto, mas pagando caro aos investidores. A Espanha vendeu 3 bilhões de euros em títulos de cinco anos e a Itália, 6 bilhões de euros em papéis com vencimento em 2015.

O Dow Jones caiu 23,54 pontos, ou 0,20%, para 11.731,90 pontos. A Merck teve uma das quedas mais acentuadas entre os componentes do índice, de 6,62%, após a companhia modificar os estudos sobre a vorapaxar, droga experimental anticoagulante avaliada como um dos principais produtos que vêm sendo desenvolvidos pela Merck. A Alcoa também teve declínio de 3,02%.

A Intel divulgou após o fechamento das bolsas norte-americanas que teve um lucro líquido de US$ 3,4 bilhões no quarto trimestre de 2010, resultado 48% maior que o obtido em igual período do ano anterior. A receita da companhia cresceu 8%, na mesma base de comparação. As ações da companhia, que encerraram o pregão em queda de 0,05%, subiam 2,2% no after-hours.

O Nasdaq recuou 2,04 pontos, ou 0,07%, para 2.735,29 pontos. O S&P 500 teve queda de 2,20 pontos, ou de 0,17%, para 1.283,76 pontos. Um dos componentes do índice, a Freeport-McMoran, caiu 3,20% após os funcionários de uma unidade da companhia no Peru, a Sociedad Minera Cerro Verde, anunciarem uma greve para sexta-feira. As informações são da Dow Jones.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame