Exame Invest
Mercados

Bolsas na Ásia fecham em queda com guerra sobre origem do covid-19

PUBLICADO EM: 4.5.20 | 7H45
ATUALIZAÇÃO: 5.5.20 | 0H18
Mercado reflete os dados fracos dos Estados Unidos e a ameaça de novas hostilidades na guerra comercial entre as duas maiores economias do mundo
Bolsas na Ásia fecham em queda após aumento da tensão entre EUA e China sobre origem do coronavírus

(SOPA Images/LightRocket via Gett)

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Os mercados acionários da Ásia recuaram nesta segunda-feira uma vez que a disputa entre Estados Unidos e China sobre a origem do coronavírus afetou o otimismo sobre uma retomada econômica.

Em um pregão enfraquecido com a China e o Japão em feriado, o índice MSCI para ações da Ásia-Pacífico excluindo o Japão caiu 2,5%, pressionado pelo índice Hang Seng de Kong Kong, que retornou de dois dias de feriados com queda de 4,18%, a maior em seis semanas.

O dia reflete o cenário visto na sexta-feira, com dados fracos dos Estados Unidos e a ameaça de novas hostilidades na guerra comercial entre as duas maiores economias do mundo.

O presidente do EUA, Donald Trump, e o secretário de Estado, Mike Pompeo, aumentaram as preocupações com novos esforços para culpar a China pela pandemia, onde acredita-se que o surto do novo coronavírus tenha se originado.

No domingo, Pompeo afirmou que há "significativa quantidade de evidências" de que o vírus surgiu de um laboratório na cidade chinesa de Wuhan.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei permaneceu fechado.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 4,18%, a 23.613 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC não teve operações.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, não operou.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 2,68%, a 1.895 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 2,47%, a 10.720 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 2,31%, a 2.563 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 1,41%, a 5.319 pontos.

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame