Exame Invest
MERCADOS

Bovespa sobe, retoma os 64 mil pontos e gira quase R$ 10 bi

PUBLICADO EM: 1.2.12 | 19H59
No ano até hoje, a Bovespa acumula ganho de 13,77%
OGX deve gerar caixa neste ano

OGX avançou 5,68% após comunicar a existência de reservatórios em águas rasas

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - A Bovespa mal tocou os 63 mil pontos e já mudou de patamar. Influenciada pelo bom humor que regeu as bolsas internacionais neste início de mês, o índice retomou o nível de 64 mil pontos, puxada por Vale, OGX, BM&F e siderúrgicas.

O Ibovespa subiu 2,37%, aos 64.567,18 pontos, na máxima do dia. Na mínima, atingiu 63.085 pontos (+0,02%). No ano até hoje, a Bovespa acumula ganho de 13,77%. A alta da sessão foi puxada pelos índices de atividade industrial divulgados em países como China, Índia e Europa, além do dado de emprego em linha nos Estados Unidos e a perspectiva de que o acordo grego saia logo. No aviso mais recente, o IIF afirmou que espera uma solução nos próximos dias.

Trata-se da negociação com os credores privados, representados pelo instituto internacional de finanças (IIF). Em outra frente, o país negocia com a troica de credores internacionais - formada por Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional (FMI) e Banco Central Europeu (BCE). Os leilões de bônus na Europa foram considerados bem-sucedidos e também favoreceram as compras de papéis.

As bolsas europeias tiveram ganhos de mais de 2%, na maioria. Nos EUA, o Dow Jones subia, às 18h10, 1,07%, o S&P avançava 1,26%, e o Nasdaq tinha ganho de 1,37%. Na Nymex, o contrato do petróleo para março recuou 0,88%, a US$ 97,61 o barril.

O índice de gerentes de compra (PMI, na sigla em inglês) industrial da zona do euro subiu para 48,8 em janeiro, de 46,9 em dezembro. Na China, o PMI subiu para 50,5 em janeiro, de 50,3 em dezembro. O dado medido pelo HSBC ficou em 48,8, ante leitura de 48,7 em dezembro. Nos EUA, o índice de atividade industrial do ISM avançou para 54,1 em janeiro, de 53,1 em dezembro.

No Brasil, Vale fechou hoje com ganho de 2,01%, a ON e a PNA. Petrobras ON subiu 1,08% e a PN, 1,55%. A estatal do petróleo fez uma emissão de bônus no exterior no volume total de US$ 7 bilhões.

OGX ON avançou 5,68%. A empresa comunicou a existência de reservatórios com hidrocarbonetos em águas rasas da Bacia de Santos, no poço pioneiro 1-OGX-63-SPS, no bloco BM-S-57. A OGX detém 100% de participação no bloco. No setor siderúrgico, Gerdau PN, +4,50%, Metalúrgica Gerdau PN, +4,76%, Usiminas PNA, +0,60%, e CSN ON, 1,48%. BM&FBovespa ON ficou 5% mais cara.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame