Brent se mantém acima de US$110, deve registrar alta semanal | Exame Invest
Exame Invest
MERCADOS

Brent se mantém acima de US$110, deve registrar alta semanal

PUBLICADO EM: 20.12.13 | 8H25
Petróleo subiu nesta semana após uma queda nos estoques norte-americanos da commodity
Plataforma de petróleo

Plataforma de petróleo: às 8h50, o Brent subia 0,21 dólar, a 110,50 dólares por barril, enquanto os futuros do petróleo norte-americano perdiam 0,24 dólar, a 98,79 dólares

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Londres - Os futuros do petróleo Brent se mantinham acima de 110 dólares por barril nesta sexta-feira, a caminho de registrar uma alta semanal, impulsionados por uma previsão positiva sobre a demanda por combustível nos Estados Unidos, maior consumidor mundial de petróleo, e por um fornecimento reduzido da Líbia.

Às 8h50 (horário de Brasília), o Brent subia 0,21 dólar, a 110,50 dólares por barril, enquanto os futuros do petróleo norte-americano perdiam 0,24 dólar, a 98,79 dólares.

O petróleo subiu nesta semana após uma queda nos estoques norte-americanos da commodity, e a decisão do Federal Reserve, banco central dos EUA, de começar a reduzir seu programa de estímulo monetário sustentou a visão de que a maior economia mundial está no caminho da recuperação.

Os futuros do petróleo devem registrar alta na semana, com a commodity dos EUA subindo mais de 2 por cento e o Brent avançando 1 por cento no período. Com isso, o prêmio do Brent sobre o petróleo dos EUA deve recuar pela terceira semana consecutiva.

"A alta está ligada à força da economia dos Estados Unidos, bons dados sobre habitação nesta semana e o comunicado do Fed de que 'podemos agora começar a reduzir os estímulos', que é um sinal de que a recuperação dos EUA está mostrando força", disse Bjarne Schieldrop, analista chefe de commodity do SEB Bank.

Na Líbia, o fornecimento continua reduzido, ajudando as cotações do óleo. As exportações de petróleo do país atualmente caíram para 110 mil barris por dia (bpd), ante mais de 1 milhão de barris por dia em julho.


Leia também

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame