Exame Invest
MERCADOS

BTG Pactual fica abaixo do preço de IPO pela primeira vez

PUBLICADO EM: 30.4.12 | 17H00
Recibos de ações da empresa caem 0,8%, para R$ 30,99
André Esteves, do BTG

O banco e seus acionistas levantaram aproximadamente R$ 3,66 bilhões na semana passada na maior oferta pública inicial de um banco de investimento em dois anos

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

São Paulo - O Banco BTG Pactual SA, comandado pelo bilionário André Esteves, caiu para abaixo do preço de sua oferta pública inicial pela primeira vez na BM&FBovespa SA.

Os recibos de ações do BTG registravam queda de 0,8 por cento, para R$ 30,99, às 15:43, depois de caírem até R$ 30,80 mais cedo. O Ibovespa se desvalorizava 0,4 por cento.

O banco e seus acionistas levantaram aproximadamente R$ 3,66 bilhões na semana passada na maior oferta pública inicial de um banco de investimento em dois anos. O BTG vendeu as chamadas units, recibos que representam ações do banco e de seu braço de banco de investimento, a R$ 31,25 cada. A faixa de preço esperada para o IPO era de R$ 28,75 a R$ 33,75.

A oferta do BTG foi o maior IPO de um banco de investimento desde que o Huatai Securities Co. vendeu US$ 2,3 bilhões em Xangai, em 2010. A instituição é o primeiro banco exclusivamente de investimento a ir a mercado no Brasil, segundo dados da Bloomberg. A venda de ações também foi a maior desde que o Banco Santander SA levantou R$ 13,2 bilhões numa oferta das units da sua unidade brasileira, o Banco Santander Brasil SA, em outubro de 2009.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame