Exame Invest
Mercados

IRB sobe no Ibovespa com notícia de que Buffett comprou ações

PUBLICADO EM: 27.2.20 | 12H13
ATUALIZAÇÃO: 6.3.20 | 22H30
Segundo o jornal o Estado de São Paulo, o megainvestidor teria aproveitado a queda de mais de 30% das ações e triplicado a fatia que detinha na empresa
Warren Buffett

(Bloomberg via Getty Images)

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - As ações da resseguradora IRB Brasil ampliaram os ganhos de 9,13% na tarde desta quinta-feira (27). Por volta das 15h, os papéis eram  negociados por 35 reais, cada um. 

O bom humor do mercado em relação as ações da companhia pode estar relacionado a notícia de que a Berkshire Hathaway, empresa do bilionário Warren Buffett, triplicou a fatia que detinha da IRB Brasil em fevereiro. 

Segundo uma reportagem publicada pelo jornal O Estado de São Paulo, entre os dias 6 e 18 de fevereiro, a Berkshire Hathaway aproveitou a baixa das ações da resseguradora para ir ampliar a sua participação. Até ontem, as ações da IRB acumulavam queda de mais de 30% na bolsa

A queda das ações no Ibovespa ocorreu após gestora fluminense Squadra publicar duas cartas aos acionistas afirmando que estava operando short na IRB, ou seja, estava na posição vendida, visando obter lucro com a desvalorização do ativo. 

Na carta, a Squadra disse que havia “uma grande disparidade entre o preço e o valor nas ações da IRB Brasil e que encontrou indícios que apontam lucros normalizados (recorrentes) significativamente inferiores aos lucros contábeis reportados nas demonstrações financeiras da companhia.” Na segunda carta, a gestora voltou a ressaltar a existência de “ganhos ‘extraordinários’” classificados como recorrentes. 

Após as duas cartas, a IRB Brasil divulgou o balanço do quarto trimestre do ano passado. No período, o lucro líquido reportado foi  de 632 milhões, um aumento de 69,5% superior ao registrado frente ao quarto trimestre de 2018. Em 2019, o lucro líquido ficou em 1,763 bilhão de reais, superando em 44,7% o do ano anterior.

A melhora dos resultados foi impulsionada pela maior emissão de prêmio de resseguros no Brasil e no exterior, que atingiram 2,098 bilhões de reais no quarto trimestre. Além disso, a IRB aumentou o prêmio retido em 37,8%, o que foi possível graças à menor despesa com sinistros, que caiu 8,7% na comparação anual. Dessa forma, o índice de retenção, que é a divisão entre os prêmios emitidos e os retidos, aumentou em 6,7 pontos percentuais, passando para 70,7%.

O que diz a Berkshire Hathaway

No dia 3 de março, a Berkshire Hathaway, empresa do bilionário Warren Buffett, divulgou um comunicado negando que tenha comprado ações do  IRB Brasil. Segundo a empresa de Buffett, as informações divulgadas anteriormente estão incorretas, já que não é acionista do IRB, nunca foi e também não tem intenção de se tornar acionista da brasileira.

*Matéria atualizada dia 06 de março às 22h07.

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame