MERCADOS

CÂMBIO-Dólar opera quase estável, atento a China e Europa

PUBLICADO EM: 19.11.10 | 10H04
SÃO PAULO, 19 de novembro (Reuters) - O dólar mantinha-se perto da estabilidade nesta sexta-feira, freando a série de dois dias de queda em uma sessão de otimismo com o euro mas de alerta com o aperto monetário na China. Às 11h04, a moeda norte-americana era cotada a 1,718 real, com variação positiva de 0,12 […]
EXAME.com

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

SÃO PAULO, 19 de novembro (Reuters) - O dólar mantinha-se
perto da estabilidade nesta sexta-feira, freando a série de
dois dias de queda em uma sessão de otimismo com o euro mas de
alerta com o aperto monetário na China.

Às 11h04, a moeda norte-americana era cotada a 1,718
real, com variação positiva de 0,12 por cento. No mesmo
horário, o dólar tinha queda de 0,22 por cento ante uma cesta
com as principais divisas .

A China elevou os depósitos compulsórios dos bancos pela
segunda vez em duas semanas, em uma tentativa de frear a
inflação no país. A medida tende a diminuir o consumo de
matérias-primas, um dos principais componentes da pauta de
exportações do Brasil. [ID:nN19142981]

Na Europa, fontes disseram à Reuters que o pacote de ajuda
à Irlanda deve ser anunciado na semana que vem, coincidindo com
a divulgação do plano de austeridade fiscal do país. O otimismo
com a solução dos problemas bancários na Irlanda dava fôlego
para a recuperação do euro, que rondava 1,37 dólar .

No Brasil, a confirmação de que Guido Mantega permanecerá
no Ministério da Fazenda tinha efeito limitado sobre o mercado
de câmbio. Mas, de acordo com José Carlos Amado, operador de
câmbio da corretora Renascença, a principal repercussão da
Fazenda sobre o câmbio recentemente foi a afirmação de que o
governo não está na iminência de tomar novas medidas para frear
a valorização do real.

"Você acaba atraindo (dólares) novamente, principalmente de
exportador --aqueles que de repente tivessem expectativa de que
pudessem vender um pouco melhor", disse.

O anúncio oficial sobre a permanência de Mantega ainda não
foi feito pela equipe de transição.

Em Frankfurt, o presidente do Banco Central, Henrique
Meirelles, disse que o déficit em conta corrente do país
nolongo prazo está indo para uma direção que pode causar
preocupação. Meirelles ainda não foi confirmado como presidente
do BC no futuro governo de Dilma Rousseff. [ID:nN19161710]

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame