China conduz moeda local a nível mais alto em décadas | Exame Invest
Exame Invest
MERCADOS

China conduz moeda local a nível mais alto em décadas

PUBLICADO EM: 12.10.12 | 10H16
O ritmo de valorização do yuan ganhou força ao longo de toda a semana
Sede do banco central da China

Moeda chegou ao nível mais elevado desde o lançamento do sistema cambial chinês

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Xangai - A China conduziu nesta quinta-feira o yuan para seu nível mais alto ante o dólar em quase duas décadas, sugerindo que Pequim pode estar oferecendo um gesto conciliatório a Washington a apenas duas semanas da eleição presidencial dos EUA.

O Banco do Povo da China (PBOC, o banco central chinês) estabeleceu o nível de paridade do yuan, a taxa de referência diária ao redor da qual a moeda pode oscilar ao longo do dia, em 6,3264 por dólar. Como resultado, o yuan avançou ao longo do dia e fechou a 6,2672 por dólar, alta de 0,2% ante 6,2770 no final da quinta-feira. Nos negócios da tarde (horário de Pequim), o yuan chegou a 6,2640 por dólar, o nível mais elevado da moeda desde o lançamento do sistema cambial chinês, em 1994.

O ritmo de valorização do yuan ganhou força ao longo de toda a semana e, apesar do apetite maior por ativos chineses de alto rendimento, com as ações chinesas operando atingindo seu maior nível em quatro semanas, o movimento da moeda chinesa surpreendeu alguns investidores. Uma série de dados chineses vai sair nos próximos dias e deverá mostrar como a segunda maior economia do mundo desacelerou ainda mais no terceiro trimestre.

A administração do presidente norte-americano, Barack Obama, continua pressionando a China publicamente para que permita que o yuan se valorize mais rapidamente e o candidato republicano à presidência, Mitt Romney, afirmou que, se eleito, declarará o país asiático "um manipulador de moedas". Algumas empresas e congressistas americanos têm acusado Pequim de manter o yuan artificialmente fraco para ajudar os exportadores chineses. As informações são da Dow Jones.


Leia também

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame