Exame Invest
MERCADOS

Dólar comercial cai 0,57% e volta à casa de R$ 1,57

PUBLICADO EM: 14.4.11 | 17H24
São Paulo - O dólar comercial caiu 0,57% hoje e fechou as negociações no mercado interbancário de câmbio cotado a R$ 1,579. É a taxa mais baixa desde a última sexta-feira, quando a moeda foi negociada a R$ 1,574. No mês, o dólar acumula queda de 3,13% e desde o começo do ano, baixa de […]
EXAME.com

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - O dólar comercial caiu 0,57% hoje e fechou as negociações no mercado interbancário de câmbio cotado a R$ 1,579. É a taxa mais baixa desde a última sexta-feira, quando a moeda foi negociada a R$ 1,574. No mês, o dólar acumula queda de 3,13% e desde o começo do ano, baixa de 5,11%. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista cedeu 0,53% hoje e encerrou o pregão a R$ 1,5805. O euro comercial caiu 0,35% no dia, para R$ 2,288.

O mercado de câmbio brasileiro acompanhou a queda externa do dólar em relação ao euro e outras moedas hoje, após indicadores econômicos dos EUA mostrarem alta da inflação no atacado em março e um avanço bem acima do esperado dos pedidos de auxílio-desemprego na semana passada. A expectativa pelos dados da China, que serão divulgados hoje à noite, entre eles o PIB do primeiro trimestre de 2011, motivou certa cautela entre os investidores. Isso porque, a previsão é de desaceleração da atividade econômica, mas com inflação ainda pressionada e, se esta combinação se confirmar, poderá justificar uma nova rodada de aumento de juros e dos depósitos compulsórios na China, disse um operador de uma corretora.

Do lado interno, as declarações do ministro da Fazenda, Guido Mantega, em entrevista ao Wall Street Journal e à Dow Jones, de que o governo continuará tomando ações muito duras para interromper o fluxo de capital especulativo para o País não fizeram preço hoje no mercado.

No mercado global de moedas, no começo do dia, o euro chegou a US$ 1,45, mas perdeu sustentação após entrevista do ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schaeuble, que alimentou rumores de reestruturação da dívida da Grécia. Além disso, a disparada das taxas dos papéis do governo de Portugal e uma alta do juro dos papéis do governo da Espanha também pesaram contra o euro. No entanto, após a divulgação dos indicadores norte-americanos, o dólar fraquejou.

Câmbio turismo

Nas operações de câmbio turismo, o dólar caiu 3,49% no dia, cotado a R$ 1,66 na ponta de venda e a R$ 1,587 na compra. O euro turismo foi negociado a R$ 2,38 na venda e a R$ 2,247 na compra, com recuo de 1,65% na variação diária.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame