Exame Invest
Mercados

Dólar sobe ante real com relatório do mercado de trabalho dos EUA

PUBLICADO EM: 6.10.17 | 11H28
Às 11:14, o dólar avançava 0,56 por cento, a 3,1701 reais na venda, depois de subir a 3,1524 reais na véspera
Notas de dólar - dinheiro

Dólar: o dólar futuro subia 0,50 por cento

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - O dólar firmou alta ante o real nesta sexta-feira, acompanhando a trajetória da moeda no exterior, depois que o relatório do mercado de trabalho dos Estados Unidos trouxe redução da taxa de desemprego e avanço da renda média em setembro, embora tenha registrado o fechamento de vagas, contrariando as previsões.

Às 11:14, o dólar avançava 0,56 por cento, a 3,1701 reais na venda, depois de subir a 3,1524 reais na véspera. O dólar futuro subia 0,50 por cento.

"O furacão destruiu vagas nos estados por onde passou, mas a economia no geral parece estar indo muito bem. Assim, restam poucas dúvidas sobre a terceira alta dos juros deste ano em dezembro", justificou o diretor da consultoria de valores mobiliários Wagner Investimentos, José Faria Júnior.

Os juros futuros passaram a precificar 93 por cento de chances de uma alta de juros no encontro de 12 e 13 de dezembro, ante 83 por cento antes dos dados.

No mês passado, em razão dos furacões Irma e Harvey, os Estados Unidos fecharam vagas pela primeira vez em sete anos, 33 mil no total. Mas os dados de agosto foram revisados para cima. Além disso, a taxa de desemprego, menos influenciada por esses fatores climáticos, caiu para 4,2 por cento, a menor desde fevereiro de 2001. E o salário médio por hora cresceu 0,5 por cento em setembro.

"A queda na taxa de desemprego pode persistir...para mais perto de 4 por cento por algum tempo", escreveu o economista-chefe da empresa de pesquisas macroeconômicas Capital Economics, Paul Ashworth.

Após os números, o dólar saltou para a máxima em mais de dois meses contra o iene e para o maior nível em sete semanas contra o euro, subindo ante a cesta de moedas.

O dólar também operava em alta ante divisas de emergentes, como o rand sul-africano, o peso chileno e a lira turca.

Internamente, o cenário político continuava como pano de fundo, com os investidores ainda monitorando o andamento da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer.

Na véspera, ministro Luís Roberto Barroso, do STF, autorizou a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a tomar o depoimento do presidente no caso um decreto deste ano que mudou regras do sistema portuário.

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame