MERCADOS

Dólar sobe mais de 1% com cautela eleitoral e exterior

PUBLICADO EM: 3.9.18 | 9H28
Às 9:14, o dólar avançava 1,45 por cento, a 4,1313 reais na venda, depois de terminar agosto com a maior alta mensal desde setembro de 2015
Dólar

Dólar iniciou a segunda-feira em forte alta ante o real, com a cautela predominando entre os investidores

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

São Paulo - O dólar iniciou a segunda-feira em forte alta ante o real, com a cautela predominando entre os investidores devido ao cenário eleitoral doméstico e às preocupações com a guerra comercial entre Estados Unidos e seus parceiros.

O feriado do Dia do Trabalho nos Estados Unidos deve enxugar a liquidez nesta sessão, distorcendo um pouco o mercado, já que poucos negócios são capazes de influenciar a tendência.

Às 9:14, o dólar avançava 1,45 por cento, a 4,1313 reais na venda, depois de terminar agosto com a maior alta mensal desde setembro de 2015. O dólar futuro avançava 2,1 por cento.

Na sexta-feira, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) barrou a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência, mas ele apareceu nas campanhas de rádio e televisão. Nesta manhã, o tribunal mandou suspender as propagandas e determinou multa em caso de descumprimento. Na terça-feira, sai pesquisa Ibope de intenção de votos.

O Banco Central brasileiro realiza nesta sessão leilão de até 10,9 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares para rolagem do vencimento de outubro, no total de 9,801 bilhões de dólares.

Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral.

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame