Exame Invest
Mercados

Espanha ofusca medidas do governo e Bovespa cai

PUBLICADO EM: 3.4.12 | 17H54
O Ibovespa recuou 1,43 por cento, a 64.284 pontos; o giro financeiro do pregão foi de 6,35 bilhões de reais
Bovespa 1

Pregão da Bovespa

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - As medidas de incentivo à indústria brasileira não foram o bastante para levantar a Bovespa, que tombou nesta terça-feira, em meio a preocupações com a economia da Espanha, que afetou sobretudo as ações ligadas a commodities.

O Ibovespa recuou 1,43 por cento, a 64.284 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 6,35 bilhões de reais.

Em Nova York, o índice Dow Jones caiu 0,49 por cento, enquanto o Standard & Poor's 500 cedeu 0,4 por cento.

Na Europa, um documento que detalha o orçamento da Espanha indicou que a dívida pública do país vai atingir 79,8 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2012, acima dos 68,5 por cento esperados em 2011.

O pessimismo com a notícia ofuscou o anúncio, no Brasil, de um pacote de estímulo à indústria nacional incluindo desoneração da folha de pagamento e postergação do recolhimento do PIS e do Cofins. A renúncia fiscal chega perto de 10 bilhões de reais em 12 meses.

"Todas as medidas anunciadas pelo governo já vinham sendo antecipadas pela mídia, então foi só uma confirmação, não teve surpresas. O mercado caiu mais pela OGX e Petrobras, que pesaram", afirmou o operador Rafael Dornaus, da Hencorp Commcor.

OGX caiu 5,59 por cento, a 14,35 reais. A preferencial da Petrobras recuou 2,93 por cento, a 22,55 reais.


Ações ligadas a metais também pesaram no índice. A preferencial da Vale teve baixa de 1,67 por cento, a 41,84 reais.

A ação ordinária da Usiminas perdeu 6,77 por cento, a 18,74 reais, após a Comissão de Valores Mobiliários decidir que não há necessidade de oferta pública de aquisição (OPA) por alienação de controle da siderúrgica.

Ainda, PDG Realty cedeu 3,56 por cento, a 5,96 reais, em meio a temores quanto aos resultados do quarto trimestre, que devem ser divulgados nesta noite.

Mais cedo, uma fonte de uma das unidades da companhia afirmou à Reuters que o presidente-executivo da construtora e incorporadora, Zeca Grabowsky, deve deixar o cargo e será substituído pelo atual diretor financeiro e de relações com investidores, Michel Wurman.

Na outra ponta, a ação ordinária da holding Oi subiu 2,91 por cento, a 27,22 reais. Dasa teve alta de 2,65 por cento, a 14,74 reais.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame