Falta de ação do BC dos EUA pesa na Europa | Exame Invest
Exame Invest
MERCADOS

Falta de ação do BC dos EUA pesa na Europa

PUBLICADO EM: 9.9.11 | 8H39
Londres - O mercado acionário europeu tem forte baixa, com investidores decepcionados com a falta de ação do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) e nervosos com a crise de dívida soberana na Europa. Ao falar sobre as perspectivas da economia norte-americana ontem, o presidente do Fed, Ben Bernanke, disse que o […]
EXAME.com

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Londres - O mercado acionário europeu tem forte baixa, com investidores decepcionados com a falta de ação do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) e nervosos com a crise de dívida soberana na Europa. Ao falar sobre as perspectivas da economia norte-americana ontem, o presidente do Fed, Ben Bernanke, disse que o BC norte-americano está preparado para discutir opções para impulsionar a economia, mas não deu detalhes.

"Parece haver insegurança entre as autoridades e as respostas inadequadas que têm oferecido continuarão a ser um limite para os ativos de risco", disseram estrategistas do Lloyds Bank Corporate Markets.

Tal preocupação foi expressa também pela diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, que alertou sobre riscos de baixa ao crescimento mundial, pedindo aos governos que tomem uma atitude. Lagarde fez seus comentários durante um painel de discussões sobre a economia global no Chatham House, em Londres.

O nervosismo foi acentuado ainda pelas análises de estrategistas sobre os riscos de recessão. O Credit Suisse foi o segundo banco nesta semana a rebaixar sua avaliação sobre as ações, reduzindo-a para "benchmark", de "overweight", citando preocupações sobre o crescimento global, aos preços das commodities, falta de liderança na Europa e possível aperto fiscal nos Estados Unidos. Ontem, o Société Générale cortou sua recomendação para as ações europeias para "underweight".

Em relação à Europa, o Credit Suisse questionou se o Banco Central Europeu pode continuar a suprir a falta de liderança dos políticos por meio do financiamento da Europa periférica. "O temor é de que apenas uma crise aguda irá provocar uma solução mais sustentável ao euro", observou o banco suíço.

Às 8h18 (de Brasília), a Bolsa de Londres caía 0,72%; Frankfurt recuava 1,16% e Paris cedia 1,38%. Em Madri, a bolsa caía 2,09%; em Milão recuava 1,80%. As informações são da Dow Jones.


Leia também

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame