Exame Invest
Mercados

Gestora de Lemann compra mais de R$ 300 milhões em ações da Hidrovias

PUBLICADO EM: 14.10.20 | 20H20
ATUALIZAÇÃO: 14.10.20 | 21H21
Companhia de logística estreou na bolsa em setembro em oferta de 3,443 bilhões de reais
Jorge Paulo Lemann, Co-Founder and Board Member, 3G Capital; Board Member, Kraft Heinz, speaks at the Milken Institute’s 21st Global Conference in Beverly Hills

Jorge Paulo Lemann (REUTERS)

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

A Constellation, dos investidores Jorge Paulo Lemann e Florian Bartunek, tornou-se sócia relevante da empresa de logística Hidrovias ao adquirir 53,065 milhões da companhia, equivalentes a 6,98% do capital social da empresa. Considerando o valor de fechamento desta quarta-feira, 14, quando o ativo encerrou cotado a 6,80 reais, a compra da participação na empresa é estimada em 360 milhões de reais.

Segundo comunicado divulgado pela Hidrovias, a Constellation não tem intenção de alterar a administração da empresa. Entre os acionistas com posição relevante na companhia também estão a gestora Pátria Investimentos e a americana Sommerville Investiments

A Hidrovias entrou na B3 no fim de setembro deste ano, após oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) de 3,443 bilhões de reais. O IPO, feito em oferta 100% secundária, havia sido o maior do ano — posto que foi tomado pelo Grupo Mateus, que levantou 4,6 bilhões de reais.

Desde sua estreia, há 12 pregões, os papéis da companhia acumulam perdas de 10% em relação ao precificado no IPO.

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame