Exame Invest
Mercados

Grécia ajuda Bolsas da Ásia, mas China preocupa

PUBLICADO EM: 29.6.11 | 7H36
Tóquio - A maioria dos mercados da Ásia fechou em alta. O otimismo com a possibilidade de solução da crise da dívida na Grécia acabou ofuscado pela expectativa de aumento da taxa de juros na China. Não houve negociações na Indonésia por ser feriado. A Bolsa de Hong Kong apresentou um pregão estável pelo segundo […]
EXAME.com

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Tóquio - A maioria dos mercados da Ásia fechou em alta. O otimismo com a possibilidade de solução da crise da dívida na Grécia acabou ofuscado pela expectativa de aumento da taxa de juros na China. Não houve negociações na Indonésia por ser feriado.

A Bolsa de Hong Kong apresentou um pregão estável pelo segundo dia consecutivo. O índice Hang Seng encerrou aos 22.061,18 pontos.

As Bolsas da China fecharam em queda, com as preocupações sobre a adoção de novas medidas de aperto monetário por parte de Pequim. O índice Xangai Composto perdeu 1,1% e terminou aos 2.728,48 pontos, após acumular ganhos de 5,3% nos últimos seis pregões. O índice Shenzhen Composto também perdeu 1,1% e encerrou aos 1.139,86 pontos.

O iuane se valorizou em relação ao dólar, após o Banco Central chinês reduzir a taxa de paridade central dólar-iuane (de 6,4723 iuanes para 6,4718 iuanes), novamente refletindo o enfraquecimento da moeda norte-americana nos mercados globais. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,4635 iuanes, de 6,4704 iuanes ontem - a moeda chinesa se valorizou 5,6% em relação à unidade dos EUA desde junho de 2010.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé fechou em alta, quebrando uma sequência de quatro dias com perdas. O índice Taiwan Weighted avançou 1,11% e terminou aos 8.573,38 pontos.

O índice Kospi da Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, avançou 1,5% e fechou aos 2.094,42 pontos, seguindo os demais mercados da região.

Na Austrália, as ações do setor de energia lideraram a alta da Bolsa de Sydney, onde o índice S&P/ASX 200 teve elevação de 1,2% e fechou aos 4.529,2 pontos. A recuperação dos preços do petróleo, além do otimismo com a Grécia, puxou o desempenho do mercado australiano.

A Bolsa de Manila, nas Filipinas, encerrou o dia em baixa. O índice PSE recuou 0,91% e terminou aos 4.250,74 pontos.

A Bolsa de Cingapura teve forte alta, seguindo firme encerramento em Wall Street e com as crescentes expectativas de que as autoridades na Grécia encontrarão solução para a crise da dívida no país. O índice Straits Times subiu 0,9% e fechou aos 3.079,74 pontos.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, avançou 2,0% e fechou aos 1.033,26 pontos, maior porcentual de ganho desde o início de maio, ajudado pelas altas na maioria dos demais mercados regionais e com compras para recomposição de carteiras.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, teve alta de 0,3% e fechou aos 1.575,01 pontos, também favorecida por expectativas de desfecho para a crise da dívida soberana grega. As informações são da Dow Jones

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame