Grupo de diagnóstico médico Hermes Pardini pede registro para IPO | Exame Invest
Exame Invest
MERCADOS

Grupo de diagnóstico médico Hermes Pardini pede registro para IPO

PUBLICADO EM: 14.12.16 | 14H34
ATUALIZAÇÃO: 21.12.16 | 12H38
Segundo informações do prospecto preliminar, a transação envolve ofertas primária (ações novas) e secundária (papéis detidos por atuais sócios)
Departamento de Imagens do laboratório Hermes Pardini

Hermes Pardini: operação será coordenada por Itaú BBA, Morgan Stanley, Bradesco BBI, Bank of America Merrill Lynch e JPMorgan

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - O grupo mineiro de medicina diagnóstica Hermes Pardini protocolou na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) pedido de registro para realizar uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

Segundo informações do prospecto preliminar, a transação envolve ofertas primária (ações novas) e secundária (papéis detidos por atuais sócios).

A operação será coordenada por Itaú BBA, Morgan Stanley, Bradesco BBI, Bank of America Merrill Lynch e JPMorgan.

O grupo se apresenta como um dos quatro maiores do setor no Brasil em termos de receita líquida, com maior presença em Minas Gerais e Goiás.

Além da própria Hermes Pardini, opera sob as bandeiras Progenética (de exames de oncogenética e genética) e Diagnóstika (exames de alta complexidade em patologia clínica).

Segundo o prospecto, a receita líquida de prestação de serviços do grupo de janeiro a setembro somou 675 milhões de reais, alta de 16,6 por cento ante igual etapa do ano passado.

Criada em 1959, a companhia sediada em Belo Horizonte tem a família fundadora como sócia majoritária, através dos irmãos Victor, Regina e Áurea Pardini, que juntos detêm 70 por cento do capital.

O restante pertence a um fundo administrado pela Gávea Investimentos, do ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga, que será acionista vendedor na oferta secundária.

Segundo a companhia, os recursos provenientes da oferta primária serão usados para financiar a expansão do negócio, por meio de aquisições no setor ou com a abertura de novas unidades.

O pedido acontece no dia em que a construtora Tenda cancelou seu IPO devido às condições desfavoráveis do mercado. A precificação estava prevista para esta quarta-feira.

Se levar a cabo sua oferta de ações, a Hermes Pardini terá como concorrentes na bolsa a Alliar, que estreou no mercado acionário em outubro, e o Fleury.


Leia também

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame