MERCADOS

Ibovespa vira e fecha em queda puxada pela Vale; GOL e Azul lideram altas

PUBLICADO EM: 11.8.20 | 16H42
ATUALIZAÇÃO: 11.8.20 | 17H33
Republicanos e democratas discutem novo pacote de estímulo, mas desentendimento em negociação pressiona mercado internacional
Investidores começam a semana de olho em novas recomendações para a carteira diante de fatos como a eleição de Biden e a proximidade de uma vacina para a covid-19

Bolsa: Ibovespa vira para queda, em linha com mercado americano (NurPhoto via Getty Images)

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

A bolsa brasileira fechou em queda nesta terça-feira, 11, depois de virar para o terreno negativo já na última hora de pregão. No início do dia, o tom era positivo, com os investidores repercutindo a possibilidade do governo americano cortar o imposto sobre ganho de capital e reduzir o imposto de renda. O Ibovespa, principal índice de ações da B3, caiu 1,23% e encerrou em 102.174 pontos.

O que motivou o movimento foi a piora do cenário internacional, após o senador republicano Mitch McConnell afirmar que líderes democratas estão fazendo “jogo duro” nas negociações sobre novos estímulos econômicos nos EUA. O índice S&P 500, que vinha de alta, virou após as declarações e encerrou com perdas de 0,79%.

Apesar do tom negativo, as ações das companhias aéreas Gol, Azul e CVC lideraram as altas do Ibovespa, avançando 8,45%, 7,07% e 6,5%, respectivamente. De acordo com a equipe de research da Exame, a alta tem como fator principal a a expectativa de que a vacina contra a Covid-19 acelere a retomada de voos e do turismo, após os dois setores terem sido altamente afetados pelas restrições de mobilidade impostas pela pandemia. Ainda nessa linha, os papéis da Embraer subiram 1,13%.

No Índice Small Caps, a ação da Linx dispararam 31,5%, após a companhia afirmar que está em tratativas finais para uma combinação de negócios com a Stone. O fato relevante em que a empresa comunica o mercado sobre o tema foi divulgado na CVM por volta das 13h. Antes disso, o ativo era negociado em alta de cerca de 9%.

Com grande participação no Ibovespa, as ações da Vale recuaram 3,09% e ajudam a puxar o índice para baixo. Entre os ativos com forte peso no índice, os papéis da Petrobras e dos grandes bancos caíram pouco mais de 1% e os da B3 se desvalorizaram 2,27%

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame