Exame Invest
Mercados

Ibovespa tem 2ª alta com nova meta fiscal em pregão volátil

PUBLICADO EM: 20.2.14 | 17H53
Índice subiu 0,29 por cento, a 47.288 pontos, tendo avançado e perdido cerca de 1 por cento na máxima e na mínima
Telão da Bovespa

Bovespa: giro financeiro do pregão desta quinta somou 5,7 bilhões de reais

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - A Bovespa encerrou em alta nesta quinta-feira o pregão marcado por forte volatilidade, com o mercado reagindo à nova meta fiscal do governo brasileiro para 2014 e seguindo o avanço das bolsas norte-americanas.

O Ibovespa subiu 0,29 por cento, a 47.288 pontos, tendo avançado e perdido cerca de 1 por cento na máxima e na mínima. Foi a segunda alta consecutiva.

O giro financeiro do pregão somou 5,7 bilhões de reais.

O governo brasileiro anunciou nesta quinta uma nova meta fiscal para o ano, de 1,9 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), e o contingenciamento de 44 bilhões de reais no Orçamento, numa tentativa de melhorar a credibilidade de sua política fiscal.

Além de levantar a Bovespa, o anúncio derrubou o dólar contra o real e os contratos de juros futuros, mostrando uma recepção favorável do mercado.

"É um comprometimento 'crível', sério por parte do governo, pois mostra que ele vai ficar mais empenhado no combate à inflação e com instrumentos mais bem vistos do ponto de vista do crescimento, com o corte de despesas", disse o economista Gustavo Mendonça, da Saga Capital.

Ainda assim, cautelosos, agentes financeiros aguardam sinais de como o governo brasileiro irá atuar para cumprir a meta fiscal anunciada.

A alta das bolsas norte-americanas também amparou a alta do Ibovespa. A atividade industrial nos Estados Unidos cresceu em fevereiro no ritmo mais rápido em quase quatro anos, em parte pelo crescimento de novos pedidos, mostrou o Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) preliminar da empresa de dados financeiros Markit.

Dados negativos da China, que levaram a Bovespa a recuar no início do pregão, impediram alta mais acentuada. O PMI preliminar do Markit/HSBC da indústria da China caiu para a mínima de sete meses. A ação preferencial da mineradora e exportadora Vale perdeu 1 por cento, maior pressão de baixa do Ibovespa.

Ainda no setor corporativo, as ações da companhia de logística ALL, da produtora de carnes JBS e da Rumo Logística ficaram entre principais altas do índice.

A companhia aérea Gol também subiu, repercutindo acordo com a Air France-KLM anunciado na véspera que envolve investimentos de 100 milhões de dólares da aérea franco-holandesa na companhia brasileira.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame