Exame Invest
Mercados

JURO-DIs caem com indústria mais fraca

PUBLICADO EM: 2.2.11 | 9H23
SÃO PAULO, 2 de fevereiro (Reuters) - As projeções de juros operavam em queda nesta quarta-feira, depois de dados da indústria mostrarem fraqueza, contrariando as expectativas de crescimento. Às 10h17, o contrato de DI janeiro de 2012 projetava 12,34 por cento, contra 12,38 por cento no ajuste da véspera. O DI janeiro de 2013 estava […]
EXAME.com

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

SÃO PAULO, 2 de fevereiro (Reuters) - As projeções de juros
operavam em queda nesta quarta-feira, depois de dados da
indústria mostrarem fraqueza, contrariando as expectativas de
crescimento.

Às 10h17, o contrato de DI janeiro de 2012
projetava 12,34 por cento, contra 12,38 por cento no ajuste da
véspera. O DI janeiro de 2013 estava em 12,77 ante
12,85 por cento.

"Saíram os dados da indústria e os DIs recuaram bastante,
veio fraco mesmo", disse o consultor de investimento de uma
consultora que preferiu não ser identificado.

"Mas vamos ver se a tendência se confirma até o fim do
dia... O IPC-Fipe veio alto. Esse dado também deveria ser
levado em consideração."

A produção da indústria brasileira retraiu 0,7 por cento em
dezembro ante novembro e cresceu 2,7 por cento sobre igual mês
de 2009. Analistas consultados pela Reuters projetavam alta mês
a mês de 0,85 por cento e avanço anual de 5,3 por cento,
segundo a mediana das respostas [ID:nSAR002514].

Este é o segundo dado industrial a mostrar fraqueza nesta
semana. Uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostrou
na segunda-feira que a confiança da indústria brasileira caiu
1,5 por cento em janeiro sobre dezembro, e o nível de uso da
capacidade do setor diminuiu.

"Isso reduz a estimativa de PIB para o quarto trimestre e
também o carry-over para 2011. Além disso, dá um precioso
argumento para o BC promover ciclo de apenas 1,50 ponto
percentual na Selic", afirmou Cristiano Oliveira,
economista-chefe do Banco Safra, sobre o dado desta manhã.

A agenda do dia contou também com o Índice de Preços ao
Consumidor (IPC) da Fipe, que avançou 1,15 por cento em
janeiro, ante 0,54 por cento em dezembro. O dado ficou
ligeiramente abaixo da mediana das previsões, de 1,19 por
cento, mas foi a maior leitura em um ano [ID:nN02122192], e a
aceleração da inflação neste começo de ano vem contagiando as
expectativas do mercado para o ano.

(Reportagem de Vanessa Stelzer; Edição de Nathália
Ferreira)

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame