Exame Invest
Mercados

Moody’s elogia Tegma, mas vê limitações operacionais e geográficas

PUBLICADO EM: 29.6.11 | 10H01
Agência de classificação atribuiu no rating Ba2, com perspectiva estável
Cegonheira da Tegma

Nos últimos 12 meses, as ações ordinárias da Tegma registram valorização de 74,3%

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

São Paulo – A agência de classificação de risco Moody’s atribuiu nesta quarta-feira (29) o rating corporativo na escala global de Ba2 com perspectiva estável à Tegma Gestão Logística (TGMA3), assim como o rating Aa3.br na escala nacional brasileira. Trata-se da primeira vez que a agência atribui rating à Tegma.

De acordo com o comunicado, o rating Ba2 reflete a posição de liderança da empresa como a maior no segmento de logística de veículos zero km no Brasil com atuação nacional e com operações em todos os Estados brasileiros, assim como na Venezuela, Argentina, Uruguai e Paraguai.

“O rating também reflete o eficiente modelo de negócios pouco intensivo em ativos da empresa, com aproximadamente 75% da frota de caminhões da Tegma sendo terceirizados, bem como seu histórico positivo na gestão de liquidez e baixa alavancagem, o que é traduzido em indicadores de crédito fortes para a categoria de rating Ba2”, afirma a nota.

Por outro lado, a Moody’s explica que o rating é limitado pelas baixas diversidades operacional e geográfica da empresa, dada a sua elevada exposição à indústria automobilística brasileira e ao seu tamanho relativamente pequeno em comparação com os pares globais.

Nos últimos 12 meses, as ações ordinárias da Tegma registram valorização de 74,3%, enquanto o Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira tem queda de 3% no período.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame