Exame Invest
Mercados

Nikkei fecha no nível mais alto desde 6 de agosto

PUBLICADO EM: 4.9.13 | 6H13
As ações na Bolsa de Tóquio atingiram o nível mais alto em um mês
Homem segurando um guarda-chuva passa por um quadro eletrônico mostrando as cotações do índice Nikkei e de outras bolsas do mundo, em Tóquio no Japão

Homem segurando um guarda-chuva passa por um quadro eletrônico mostrando as cotações do índice Nikkei: o índice passou grande parte do dia em território negativo antes de uma forte alta

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Tóquio - As ações na Bolsa de Tóquio fecharam em alta nesta quarta-feira e atingiram o nível mais alto em um mês. Além disso, o índice Nikkei fechou acima de 14 mil pontos pela primeira vez desde 14 de agosto e estendeu sua série de ganhos pela terceira sessão seguida.

O índice Nikkei fechou com avanço de 0,5%, aos 14.053,87 pontos, depois de uma alta de 3,0% na terça-feira. O nível de fechamento foi o maior desde 6 de agosto. O volume de operações foi baixo, com 2,3 bilhões de ações negociadas sob o valor de 1,8 trilhão de ienes.

Muitos investidores tomaram uma posição de esperar para ver antes dos dados de emprego dos EUA, que devem ser publicados na sexta-feira. Traders também citaram o resultado da reunião do G-20 em São Petersburgo e a candidatura de Tóquio aos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 como fatores que mantiveram os investidores cautelosos.

O índice passou grande parte do dia em território negativo antes de uma forte alta ao final da sessão, que acompanhou o movimento do dólar. A moeda norte-americana estava em 99,77 ienes no horário de fechamento da Bolsa de Tóquio, em comparação com 99,50 no dia anterior.

Ações de empresas do mercado imobiliário tiveram um bom desempenho em meio a especulações de que Tóquio vai ganhar a disputa para sediar os Jogos Olímpicos e que o Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) tomará medidas de flexibilização adicionais para compensar um impacto negativo de um aumento do imposto sobre vendas, caso a elevação da taxa for em frente no próximo ano. O Sumitomo Realty & Development terminou em alta de 1,5% e a Mitsui Fudosan subiu 1,9%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame