Exame Invest
Mercados

Nova LATAM faz ações de Tam e LAN dispararem

PUBLICADO EM: 13.8.10 | 19H36
Mercado só encontra benefícios no acordo anunciado hoje e antecipado pela EXAME
tam-carmen-fukunari-460-jpg.jpg

Nova empresa irá listar BDRs no Brasil e atual TAM terá registro em bolsa cancelado

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - As ações das empresas aéreas TAM (TAMM4) e da LAN Chile dispararam depois do anúncio de que as duas empresas pretendem fundir as operações e criar uma nova holding denominada "LATAM". Os papéis preferenciais da TAM dispararam 27,64%, negociadas a 36,2 reais. As ADRs (American Depositary Receipts) da Lan, negociadas em NY, subiram 8,6%, cotadas a 27,2 dólares. Os papéis negociados na bolsa de Santiago avançaram 7,7%.

A notícia foi antecipada por EXAME nesta tarde. A TAM foi assessorada no negócio pelo banco BTG Pactual. A LAN, pelo banco JP Morgan. As duas empresas confirmaram a operação logo depois em comunicado enviado à bolsa. O novo grupo terá 40 mil funcionários e voará para 115 destinos em 23 países. Para os três analistas consultados pelo Site EXAME, a operação faz sentido para as operações da TAM e da LAN.

"Faz sentido para as duas companhias porque a TAM é uma grande companhia que ainda não possui operações relevantes de carga e a LAN, por sua vez, possui interesses no mercado brasileiro. Esses dois objetivos podem ser atingidos com este acordo", afirma Patricia Pellegrini, analista sênior da corretora chilena Larrain Vial. Antes do anúncio, as ações da TAM caíam quase 5% em resposta ao anúncio dos resultados do segundo trimestre.

O acordo prevê que a TAM continuará com 80% do capital votante, além de uma participação na LAN. A combinação dos ativos se dará por uma oferta pública (OPA) para cancelamento do registro de companhia aberta da TAM. Os acionistas da brasileira receberão 0,9 ação ordinária da LAN para cada papel preferencial. A razão será a mesma para o acionista controlador. A OPA será concluída com adesão de 95% do capital da TAM.

"Elas já têm acordos comerciais e é bastante sabido que a LAN possui interesse no mercado brasileiro. As fusões das companhias aéreas ao redor do mundo podem ajudá-las a racionalizar os custos", explica a diretora de estudos de renda variável da CorpResearch, Cristina Acle Kattan. Os papéis da rival brasileira GOL (GOLL4) subiram 10,64%, vendidas a 26 reais.

Assim, a TAM deixará de ter ações listadas no Brasil e em Nova York. A LAN terá sua denominação social alterada para LATAM e passará a ter BDRs (Brazilian Depositary Receipts) listados na BM&FBovespa, além dos papéis listados no Chile e em Nova York.

"Essa fusão irá permitir que a Lan chegue ao maior mercado da América do Sul e cria um sólido player regional. A empresa já possui fortes operações domésticas e regionais em mercados relevantes como Argentina, Peru, Equador e provavelmente Colômbia no curto prazo", explica Carmen Concha Goycoolea, vice-presidente de pesquisa de renda variável do Santander.

Comunicado TAM e LAN
http://d1.scribdassets.com/ScribdViewer.swf?document_id=35859301&access_key=key-v96y4jwtlzv4t7ypmen&page=1&viewMode=list 

Siga as notícias do site EXAME sobre Mercados no Twitter.

Direto da Bolsa: Ações da TAM sobem e puxam Ibovespa.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame