MERCADOS

O dia em que Isaac Newton perdeu dinheiro com ações

PUBLICADO EM: 22.4.17 | 6H00
Em 1720, o grande físico resolveu aplicar seus recursos nos papéis da South Sea Company, mas acabou sofrendo com uma bolha
Isaac Newton

Imagem da Editoria Exame Invest
Rita Azevedo



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

São Paulo — Indiscutivelmente, o físico britânico Isaac Newton foi uma pessoa brilhante. Toda a inteligência, no entanto, não evitou que ele perdesse dinheiro com ações.

Em 1720, conforme relata Benjamin Graham no livro "O Investidor Inteligente", Newton resolveu comprar ações da South Sea Company. A empresa, que tinha o monopólio do transporte marítimo entre o Reino Unido e suas colônias, era vista na época como a grande oportunidade para investidores.

O responsável pela Lei da Gravidade investiu, inicialmente, cerca de 3500 libras nos papéis. Algum tempo depois, quando os ganhos chegaram a 100%, vendeu os ativos e embolsou o lucro. Mas as ações continuaram subindo. Em três meses, o preço dos papéis passou de 330 para 550 libras. O ambiente era tentador e Newton resolveu aplicar dinheiro mais uma vez na empresa.

Só que aos poucos, os investidores começaram a notar que os resultados da Companhia dos Mares do Sul não chegavam. No fim, as ações desvalorizaram tanto que só sobrou aos investidores o "pó". Para Isaac Newton, um deles, o resultado foi uma perda de 20 mil libras. A partir daí, nenhum dos amigos de Newton puderam dizer as palavras "Mar do sul" perto dele.

Imagem da Editoria Exame Invest
Rita Azevedo


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame