Odontoprev sobe além dos fundamentos e é rebaixada pelo HSBC | Exame Invest
Exame Invest
MERCADOS

Odontoprev sobe além dos fundamentos e é rebaixada pelo HSBC

PUBLICADO EM: 22.1.12 | 14H09
Alta exagerada exige mudança de posição do investidor, diz banco
dentistagettyimages-jpg.jpg

Odontoprev: disparada nas ações não se apoia nos fundamentos da companhia, diz HSBC

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - O potencial de crescimento do mercado de seguros de saúde já é uma realidade detectada pelos investidores há algum tempo. Mas nem toda fumaça é sinal de fogo: a valorização recente das ações ordinárias da Odontoprev (ODPV3), que cresceram 22,3% em 30 dias, é um exagero e exige novo posicionamento nos ativos, diz o banco HSBC em relatório publicado ontem.

O HSBC rebaixou as ações da companhia de overweight (alocação acima da média do mercado) para underweight (alocação abaixo da média do mercado ). “A alta foi exagerada e levou as ações para além de seus fundamentos, em nossa opinião”, diz o analista Luciano Campos. “Continuamos otimistas quanto ao setor, mas boa parte desse potencial de valor já está refletida em nosso modelo”, complementa. 

O banco manteve o preço-alvo dos papéis para 2011 em 23,50 reais, com um retorno potencial de -6,3%. As perspectivas para a companhia continuam positivas, assim como já previa o modelo de análise, ressalta Campos. “Acreditamos que a Odontoprev continuará a pressionar o desenvolvimento do mercado com seu poder de distribuição sem paralelo”.

Campos aponta ainda o espaço para possíveis catalisadores que levariam a uma revisão para cima das estimativas da companhia, como a conclusão da joint venture com o Banco do Brasil, que pode adicionar de 1 real por ação num cenário básico a 2,50 por ação num cenário otimista, e o maior desempenho das vendas resultante do desdobramento dos canais de distribuição do Bradesco. Em 2009, o banco Bradesco e a Odontoprev firmaram uma associação para distribuir planos de saúde no ramo odontológico.

Para os resultados trimestrais, as estimativas trazem 175,7 milhões de reais de receita líquida (uma alta de 77,7% comparada ao mesmo período do ano passado) e 19,1% de margem Ebitda. “Esperamos progresso no desenvolvimento de novos canais de distribuição do Bradesco, a precificação disciplinada habitual e, possivelmente, um pequeno aumento da margem derivado da melhor administração das despesas com vendas, gerais e administrativas das operações combinadas da OdontoPrev e Bradesco Dental ”, projeta a análise.


Leia também

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame