Exame Invest
Mercados

Bolsa de Xangai cai mais de 7% e pressiona demais pregões

PUBLICADO EM: 26.6.15 | 11H36
Uma crescente preocupação de que um Rally esteja perdendo força tem tomado conta dos principais mercados asiáticos, disseminando nervosismo
Bolsa de Xangai

Bolsa de Xangai: a principal bolsa da Ásia acelerou o ritmo de perdas nesta sexta-feira e encerrou o dia com queda de 7,4%, aos 4.193,64 pontos

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - A bolsa de Xangai, a principal da Ásia, acelerou o ritmo de perdas nesta sexta-feira levando o índice Xangai Composto a encerrar o dia com queda de 7,4%, aos 4.193,64 pontos, pressionado por uma onda vendedora precipitada por sinais crescentes de desalavancagem, preocupações com as novas ofertas públicas de ações na China e com o impasse sobre o acordo entre a Grécia e os credores internacionais, o que levaram as demais bolsas asiáticas a fecharem em baixa também.

O índice Xangai registrou a pior perda em um único dia em cinco meses.

Uma crescente preocupação de que um Rally esteja perdendo força tem tomado conta dos principais mercados asiáticos, disseminando nervosismo.

O alerta de analistas sobre a forte alta das ações listadas na China do tipo "A", que são negociadas em Xangai e em Shenzhen, somado com o anúncio do lançamento de mais 28 ofertas públicas iniciais (IPOs na sigla em inglês), continuaram a gerar um pessimismo sobre um excesso de oferta de ações no país.

Das novas empresas, 10 serão listadas na Bolsa de Xangai, outras 10 na Bolsa de Shenzhen e o restante no índice ChiNext.

Além disso, a falta de esperanças em relação a um acordo entre a Grécia e os credores ainda pressiona os mercados. Neste sábado, o Eurogrupo se prepara para mais uma reunião para tentar encontrar um caminho e evitar uma possível saída de Atenas da zona do euro.

A chanceler alemã, Angela Merkel, disse que uma reunião de ministros das Finanças da zona do euro "no fim de semana seria decisiva para encontrar uma solução para a crise da dívida da Grécia".

Em meio a isso, o índice Hang Seng, de Hong Kong, caiu 1,8%, a 26.663,87 pontos, e o índice O índice Taiex, da Bolsa de Taiwan, recuou 0,2%, para 9.462,57 pontos. Por outro lado, o índice Kospi, da Coreia do Sul, subiu 0,25%, aos 2.090,26 pontos.

Na Oceania, o índice australiano S&P/ASX 200 também foi afetado pelas incertezas na Grécia e pela pressão de vendas das ações ligadas às empresas de energia e caiu 1,5%, para 5.545,90 pontos.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame