MERCADOS

Ouro fecha em alta na expectativa pela reunião do Fed

PUBLICADO EM: 13.12.13 | 16H34
O mercado ainda reflete a expectativa pela reunião do Federal Reserve, na próxima semana, que pode decidir o futuro dos estímulos à economia
Barras de ouro

Ouro: contrato mais negociado do ouro, para entrega em fevereiro, subiu US$ 9,70 (0,8%), a US$ 1.234,60 a onça-troy

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - Depois de registrar a maior queda desde o início de outubro na sessão de quinta-feira o ouro se recuperou e fechou a semana com ganhos.

O mercado ainda reflete a expectativa pela reunião do Federal Reserve, na próxima semana, que pode decidir o futuro dos estímulos à economia.

O contrato mais negociado do ouro, para entrega em fevereiro, subiu US$ 9,70 (0,8%), a US$ 1.234,60 a onça-troy.

Dois dias após o acordo entre líderes partidários, na terça-feira, a Câmara dos Representantes dos EUA aprovou na noite de quinta o pacto que estabelece parâmetros para os gastos públicos em 2014 e 2015.

Agora, o pacto deverá ser avaliado pelo Senado na próxima semana e, se aprovado, o acordo será sancionado pelo presidente Barack Obama. Do ponto de vista econômico, o acordou favorece a percepção de que a recuperação econômica dos Estados Unidos estão no caminho correto.

O único indicador norte-americano do dia foi o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês), que caiu 0,1% em novembro. O dado reforçou a tendência de que, com a inflação baixa, o FED pode esperar mais para iniciar a redução de estímulos.

O banco central norte-americano já afirmou que a redução dependerá da retomada do crescimento, de ganhos contínuos no mercado de trabalho, além de uma inflação próxima da meta de 2%.

Para analistas do BNP Paribas, o primeiro item está "verde", o segundo está "amarelo" e o terceiro, "vermelho", como reforça o dado de hoje. "A economia não está sendo aprovada nas três fases do teste e por isso não acreditamos que o Fed reduzirá estímulos na próxima reunião", afirmaram.

"Por enquanto, não há nada que possa direcionar o ouro para cima ou para baixo", disse Richard Gotterer, diretor-gerente da Financial Advisory Group Wescott. "Qualquer decisão do Fed que resulte em um redução dos estímulos pode ter a capacidade de conduzir os preços em qualquer direção", completou.

Com informações da Dow Jones Newswires.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame