Exame Invest
Mercados

Petrobras segura Ibovespa com ganhos de mais de 8%

PUBLICADO EM: 8.1.15 | 14H36
Às 14h45, o índice avançava 1,22%, aos 50.064 pontos, após um início de semana difícil com reflexos dos mercados internacionais
Telão da Bovespa

Bovespa: sem contar a Petrobras, maiores ganhos do Ibovespa estavam com Kroton ON, TIM ON e Estácio ON

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - Com o preço do petróleo mais estável e as ações da Petrobras marcando ganhos de mais de 8%, o Índice Bovespa marca alta.

Às 14h45, o índice avançava 1,22%, aos 50.064 pontos, após um início de semana difícil com reflexos dos mercados internacionais.

Os papéis ordinários (ON, com voto) da petroleira subiam 8,40%, acompanhados pelos preferenciais (PN, sem voto), com 6,92%.

Hoje, o jornal Folha de S. Paulo divulgou que a Petrobras teria voltado a comprar gasolina fora do país, devido ao valor menor do combustível no exterior.

Lá fora, o petróleo Brent, de Londres, cai 0,51%, a US$ 50,89, e o WTI, de Nova York, recua 0,27%, a US$ 48,52.

Sem contar a estatal, os maiores ganhos do Ibovespa estavam com Kroton ON, 6,79%, TIM ON, 4,86%, e Estácio ON, 4,12%.

As empresas de educação recuperam valor após as mudanças nas regras de concessão de financiamento universitário do governo.

Vale e bancos, com forte peso no índice, seguem estáveis.

Já os piores desempenhos eram marcados por Usiminas PNA, 3,40%, Eletrobras PNB, 2,38%, Fibria ON, 2,22%, e GOL PN, 2,06%.

A siderúrgica Usiminas perde enquanto a esperada alta do preço do aço não ocorre e a exportadora Fibria perde força com a baixa da moeda americana.

Dólar e Juros

O dólar no segmento comercial recua 1,03%, sendo vendido a R$ 2,67. O dólar turismo, das passagens aéreas e dos cartões de crédito, também tem queda de 1,71%, a R$ 2,87 na venda.

Já no mercado de juros futuros, as taxas dos contratos com término em 2016 caem de 12,74% para 12,70%.

Para 2017, as projeções são de 12,57%, contra taxa anterior de 12,62%.

Os negócios com vencimento em 2021 têm taxas em alta, que saem de 12,16% para 12,19%.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame