Petróleo termina em queda em NY e em Londres | Exame Invest
Exame Invest
MERCADOS

Petróleo termina em queda em NY e em Londres

PUBLICADO EM: 30.4.12 | 17H25
O barril de WTI "light sweet crude" para entrega em junho fechou a 104,87 dólares, em queda de 6 centavos no New York Mercantile Exchange (Nymex)
Refinaria de petróleo

O barril de WTI "light sweet crude" para entrega em junho fechou em queda de 6 centavos no Nymex

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Nova York - Os preços dos contratos futuros de petróleo terminaram em leve queda em Nova York e em Londres nesta segunda-feira, com um mercado marcado por novas tensões relativas à crise da dívida europeia, principalmente com relação à Espanha.

O barril de WTI "light sweet crude" para entrega em junho fechou a 104,87 dólares, em queda de 6 centavos no New York Mercantile Exchange (Nymex).

Em Londres, o barril de Brent do Mar do Norte com entrega em junho terminou a 119,47 dólares, em baixa de 36 centavos.

"Hoje, tudo diz respeito à Espanha", disse Matt Smith, da Summit Energy (grupo Scheider Electric). "As preocupações com relação à Europa têm sido crescentes, o que desvaloriza o euro", completou.

Uma depreciação do euro faz com que se valorize o dólar, considerado um valor de refúgio, o que por sua vez penaliza as compras de petróleo para os investidores que vêm de economias com outras divisas.

A Espanha confirmou oficialmente nesta segunda-feira que voltou a cair em recessão, o que complica seu desejo de recuperar a confiança dos mercados, cada vez mais inseguros com relação ao país, principalmente com seu setor bancário, fragilizado desde o estouro da bolha imobiliária, entre o final de 2007 e início de 2008.

Com a construção em ponto morto - devido em grande parte à rigorosa política de austeridade imposta pelo governo conservador, decidido a reduzir o déficit -, a economia sentiu o golpe e o Produto Interno Bruto (PIB) caiu 0,3% no primeiro trimestre, assim como no último trimestre de 2011, segundo dados governamentais preliminares do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo especialistas, a queda nos preços do barril de petróleo de hoje foi limitada por balanços positivos de empresas americanas.


Leia também

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame