Exame Invest
Mercados

Reação do mercado com saída de Mello da HRT surpreende

PUBLICADO EM: 13.5.13 | 15H45
Fundador e presidente da empresa entregou a renúncia ao cargo de CEO na última sexta-feira; executivo segue no Conselho de Administração
Márcio Mello da HRT

Saída de Márcio Mello gerou reações controversas no mercado 

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

São Paulo – As ações da HRT (HRTP3) despencam nesta segunda-feira com o mercado avaliando o pedido de renúncia do presidente e fundador, Márcio Mello, apenas dois meses depois da sua saída da presidência do Conselho de Administração. O empresário, que comandou a oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da pré-operacional em outubro de 2010, continuará na empresa como um membro do Conselho.

Em nota, o presidente do Conselho, John Willott, disse que pediu para Mello reconsiderar a sua decisão, mas não foi suficiente. “Entretanto, ele permanece como membro ativo do Conselho, onde trabalhará para continuidade do sucesso da HRT. A Companhia sentirá muito a sua falta. Sua liderança e energia são incomparáveis", ressaltou.

A reação do mercado foi bastante negativa. Na mínima do dia, até às 14h45, as ações eram negociadas a 3,85 reais a uma queda de 16,1%. Na sexta-feira, contudo, os papéis tinham disparado sem um motivo aparente. No dia 6 de maio, as ações também avançaram forte após o anúncio da compra de 60% no Campo de Polvo da BP, que tem produção diária de 13 mil barris por 135 milhões de dólares.

Surpresa

A queda das ações de hoje foi recebida como surpresa por parte do mercado, que entendia que Mello estava com a imagem muito desgastada. “O Nome do Sr. Mello tornou-se associado a controvérsia depois de aparentemente ter proposto medidas impopulares, como um programa de recompra de ações, que foi rejeitado num momento em que a confiança do mercado na empresa já estava baixa”, lembra o analista Oswaldo Telles, do BES, em relatório. O banco tem uma recomendação neutra e um preço justo de 3,40 reais.

Roberto Altenhofen, da Empiricus Research, ressalta que o mandato da diretoria expirava no final da semana passada e que “parece haver diferenças irreconciliáveis entre o fundador da petroleira e o novo Conselho de Administração (recém-nomeado com predominância de membros independentes)”, explica o analista em sua estreia como blogueiro de EXAME.com.


Segundo ele, a reação de sexta-feira pode ter sido um movimento antecipado sobre a renúncia do executivo. “Fosse isso, o pregão de hoje seria um convite à realização de lucros”, afirma. O voluma financeiro girado pelas ações na sexta-feira (140 milhões de reais) foi 10 vezes superior à média de giro diário dos papéis.

Namíbia

Como a principal aposta da HRT agora está na perfuração de três poços na Namíbia, cujos resultados podem começar a aparecer já no final de maio, a saída de Mello também pode ter causado a impressão de resultados ruins na exploração. O desempenho nessa área é visto como fundamental para o futuro da empresa.

“Continuamos a acreditar que os resultados da exploração dos três poços na Namíbia são muito importantes para a empresa e, devido ao alto risco, continuamos com a nossa visão cautelosa sobre a HRT e a recomendação underperform [desempenho abaixo da média do mercado]”, apontam os analistas Frank McGann e Conrado Vegner, do Bank of America Merrill Lynch, em relatório. O preço-alvo estimado é de 3 reais.

Em uma entrevista ao Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado,  Carlos Thadeu de Freitas - que até duas semanas atrás era conselheiro da HRT-, disse que a renúncia não tem ligações aos trabalhos exploratórios na Namíbia. O executivo atribui a decisão às mudanças no conselho da empresa, que o teriam deixado isolado.

"Essa mudança no board o levou a ficar numa posição muito isolada. Os acionistas estavam há algum tempo demandando e ele estava atendendo na medida do possível. Mas, nessa área de petróleo há muitas incertezas”, disse Freitas. Milton Romeu Franke, que também deixou o conselho na mesma reunião em que Mello apresentou a sua renúncia, irá assumir como o novo CEO.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame