Exame Invest
Mercados

Recuperação mais amena nos EUA ainda paira nos horizontes dos mercados

PUBLICADO EM: 13.8.10 | 19H40
Expectativa é que indicadores americanos na próxima semana sejam “desanimadores” e atinjam novamente as bolsas no mundo
Setor imobiliário americano

Economia americana e sua recuperação mais lenta que o esperado pode voltar a surpreender os mercados

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - A onda de pessimismo que lançou as bolsas do mundo do vermelho nos últimos dias pode virar ressaca para os mercados ainda na próxima semana. Com a agenda brasileira esvaziada de indicadores importantes, os Estados Unidos e sua fase econômica pouco animadora voltam aos holofotes carregados por indicadores de peso.

A economia americana divulga na terça-feira (17) os dados de permissão para construção às 9h30 de Brasília, capacidade e produção industrial na quarta-feira (17) às 11h30 de Brasília e  pedidos de auxílio desemprego na  quarta-feira (19) às 10h30.

Segundo o economista Silvio Campos Neto, do Banco Schahin, o humor pode continuar no terreno negativo. "O cenário do curto prazo voltou a ficar pessimista. E dado o estado atual da economia americana,  a percepção é que os números não sejam bons ou animadores. "É possível que se mantenha o ambiente de preocupação com a piora dos dados econômicos".

De acordo com as previsões do portal Briefing.com, os números devem desenhar um cenário misto. A expectativa para as permissões para a construção civil em julho é de 573 mil autorizações  concedidas, recuando contra 586 mil em junho. Já a produção industrial de  julho deve crescer 0,6%, ante 0,1% no mês passado. Os pedidos inicias de auxílio-desemprego devem aumentar em  470 mil, ante 484 mil no último resultado.

Cenário doméstico

No Brasil, o fim da safra de resultados trimestrais das grandes empresas amplifica o papel dos índices, pontua Clodoir Vieira, economista-chefe da Souza Barros. "Qualquer decepção nos resultados dos números podem causar stress e assustar os investidores, que vão preferir apostar em 'tiros curtos' nos negócios de curto prazo".

No mercado nacional, Vieira destaca o vencimento das opções de ações na BM&FBovespa na manhã da segunda-feira (16). Os índices de preço também ganham foco com IPC-S - segunda quadrissemana de agosto às 8 horas na segunda-feira, IPC-Fipe às 5 horas e IGP-10  às 8 horas da terça-feira (17); IGP-M do segundo decêndio na quinta-feira às 8 horas (19) e IPCA-15 de agosto 9 horas da sexta-feira (20).

Siga as últimas notícias de Mercados no Twitter

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame