MERCADOS

Rei das gazes e máscaras lidera safra de novos bilionários em meio ao caos

PUBLICADO EM: 14.3.20 | 7H15
O preço das ações da fabricante de itens médicos Allmed mais do que dobrou neste ano, o que tornou o presidente do conselho bilionário
Mulher usa máscaras em Pequim

Pandemia: a valorização de ações de empresas como a Allmed pode ser sinal de que os investidores estão desesperados para encontrar algo positivo em um cenário sombrio para a economia global

Imagem da Editoria Exame Invest
Natália Flach



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Cui Jinhai se tornou bilionário em uma semana que todas as bolsas despencaram por causa do pânico com o coronavírus. O detalhe é que ele enriqueceu exatamente por causa da pandemia.

Jinhai é fundador e presidente do conselho da fabricante Allmed Medical Products que produz praticamente qualquer tipo de gaze imaginável. A empresa, cuja fica sede na província de Hubei, na China, também fabrica máscaras cirúrgicas.

O executivo lidera o grupo de magnatas de indústrias médica e de biotecnologia da China, cujas participações acionárias aumentaram em mais de 17 bilhões de dólares, de acordo com o Índice de Bilionários Bloomberg. O preço das ações da Allmed mais do que dobrou neste ano, o que tornou Jinhai bilionário.

O aumento da demanda por kits de teste rápido e máscaras não se restringiu aos países asiáticos. Chegou ao Ocidente e elevou a procura pelas ações da Vir Biotechnology, de São Francisco, que colabora com os Institutos Nacionais de Saúde em pesquisas sobre o coronavírus. As ações da empresa quase triplicaram de preço em 2020.

A valorização de ações de empresas como a Allmed pode ser sinal de que os investidores estão desesperados para encontrar algo positivo em um cenário sombrio para a economia global sem um fim à vista para a pandemia, disse Nikkie Lu, analista da Bloomberg Intelligence.

Um caso semelhante é do casal - agora bilionário - Li Wenmei e Wang Jihua. Ele é presidente do conselho da fabricante de kits de testes rápidos Guangzhou Wondfo Biotech, cujas ações acumulam ganho de mais de 40% neste ano.

Ser o oásis em um mercado turbulento tem sido uma dádiva para bilionários farmacêuticos da Ásia, como o ex-médico An Kang, presidente do conselho e maior acionista da Hualan Biological Engineering, que produziu vacinas para o vírus da gripe H1N1 e faz pesquisas médicas sobre a Covid-19.

As ações da Hangzhou Tigermed Consulting, fundada pelo bilionário diplomado em Oxford Ye Xiaoping, acumulam alta de 8% este ano. O grupo de pesquisa farmacêutica recebeu aprovação de autoridades chinesas para um ensaio clínico do Remdesivir, um novo medicamento antiviral.

Imagem da Editoria Exame Invest
Natália Flach


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame