Exame Invest
Mercados

Sem janela para oferta, Direcional cancela IPO de controlada e ações caem

PUBLICADO EM: 28.7.20 | 18H10
O motivo são as "condições de mercado", de acordo com fato relevante. A notícia não agradou os investidores, e os papéis caíram 7,59% nesta terça
Direcional (DIRR3)

Direcional: decisão vai na contramão do mercado imobiliário que pode ter o maior número de entrantes na bolsa desde 2007

Imagem da Editoria Exame Invest
Natália Flach



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

A Direcional Engenharia anunciou, nesta terça-feira, 28, que solicitou cancelamento da oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) de sua controlada Riva 9 Empreendimentos Imobiliários. O motivo são as "condições de mercado", de acordo com fato relevante distribuído pela construtora e incorporadora. Com isso, as ações da empresa encerraram o pregão com queda de 7,59%. No ano, os papéis caem 0,2%.

O objetivo da abertura de capital era fazer uma cisão entre as companhias, deixando a Direcional com imóveis voltados para segmentos atendidos pelo programa Minha Casa, Minha Vida (ou Casa Verde Amarela) e a Riva 9 com unidades de médio padrão, de acordo com informações do jornal Valor Econômico.

A decisão da Direcional vai na contramão de outras empresas do setor imobiliário, que pode ter o maior número de entrantes na bolsa desde 2007, quando o segmento, sozinho, foi responsável por 20 IPOs. Além da estreia das construtoras Mitre e Moura Doubex na B3, que ocorreram no início do ano e captaram juntas cerca de 2 bilhões de reais, nove companhias estão na fila da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) com pedidos de abertura de capital  neste ano.

As últimas a reservar seus lugares foram a Plano & Plano, que pertence ao grupo Cyrela, a Nortis e a Lavvi, no começo do mês.

Imagem da Editoria Exame Invest
Natália Flach


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame