Exame Invest
Mercados

Temor com Coreia do Norte desaba fechamento de bolsas da Ásia

PUBLICADO EM: 22.9.17 | 7H05
A Península Coreana voltou ao radar após o país confirmar que poderá realizar um teste nuclear de "escala inédita" no Oceano Pacífico
Líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, durante teste de mísseis

Kim Jong Un afirmou estar estudando uma "dura contramedida do mais alto nível" em resposta ao recente alerta do presidente Donald Trump (REUTERS)

Imagem da Editoria Exame Invest
Estadão Conteúdo



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - As bolsas asiáticas fecharam com perdas generalizadas nesta sexta-feira, mais uma vez pressionadas por temores relacionados à Coreia do Norte.

Na China, também pesou nos mercados acionários o rebaixamento do rating soberano do país pela S&P. Já o mercado australiano, na Oceania, voltou para o azul com a recuperação de ações do setor bancário.

A Península Coreana voltou ao radar após o ministro de Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, afirmar ontem em Nova York que Pyongyang poderá realizar um teste nuclear de "escala inédita" no Oceano Pacífico.

Antes disso, o líder norte-coreano, Kim Jong Un, afirmou estar estudando uma "dura contramedida do mais alto nível" em resposta ao recente alerta do presidente Donald Trump de que os EUA irão aniquilar a Coreia do Norte caso sejam obrigados a defender a si próprios ou a seus aliados da ameaça nuclear representada por Pyongyang.

A volta das tensões geopolíticas provavelmente deixou os investidores "inquietos antes do fim de semana", segundo Emmanuel Ng, analista do OCBC Bank.

Em Tóquio, o índice japonês Nikkei caiu 0,25% hoje, a 20.296,45 pontos, interrompendo uma sequência de quatro pregões de valorização.

Na China continental, os índices acionários também reagiram à decisão da S&P, ontem, de rebaixar o rating chinês de AA- para A+, com o argumento de que um "prolongado período de forte crescimento do crédito" ampliou os riscos econômicos e financeiros no país. O Xangai Composto recuou 0,16%, a 3.352,53 pontos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto caiu 0,34%, a 1.988,59 pontos.

Em outras partes da Ásia, o sul-coreano Kospi teve queda de 0,74% em Seul, a 2.388,71 pontos, o Hang Seng caiu 0,82% em Hong Kong, a 27.880,53 pontos, o Taiex recuou 1,22% em Taiwan, a 10.449,68 pontos, e o filipino PSEi registrou baixa marginal em Manila, de 0,07%, a 8.281,27 pontos.

Na Oceania, o desempenho da bolsa australiana contrastou com o da Ásia, em meio a uma recuperação de papéis de grandes bancos domésticos. O índice S&P/ASX 200 subiu 0,47% em Sydney, a 5.682,10 pontos, depois de acumular perdas por três sessões seguidas. Com informações da Dow Jones Newswires.

Imagem da Editoria Exame Invest
Estadão Conteúdo


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame