Exame Invest
Mercados

Usiminas recua após prejuízo mais que dobrar no trimestre

PUBLICADO EM: 24.4.12 | 13H52
Companhia registrou prejuízo de R$ 70,8 milhões, ampliando a perda de R$ 26,1 milhões registrada no primeiro trimestre de 2011
Bobinas de metal da Usiminas

Resultado veio pior que a estimativa média para um prejuízo ajustado de R$ 150.000

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - A Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais SA, segunda maior siderúrgica do País por produção, caminha para o menor fechamento em mais de três meses após registrar prejuízo maior que o esperado no primeiro trimestre.

As ações da Usiminas recuavam 1,8 por cento para R$ 11,16 às 12:28. Um fechamento neste nível seria o menor desde 19 de janeiro. O Ibovespa estava perto da estabilidade com alta de 0,1 por cento.

A companhia registrou prejuízo de R$ 70,8 milhões, ampliando a perda de R$ 26,1 milhões registrada no primeiro trimestre de 2011, segundo comunicado enviado ontem ao mercado. O resultado veio pior que a estimativa média para um prejuízo ajustado de R$ 150.000, segundo levantamento da Bloomberg com quatro analistas.

“Mais uma vez, a Usiminas apresentou resultados fracos e falhou em relação à expectativa do mercado para uma recuperação trimestral modesta”, disseram os analistas Felipe Reis e Alex Sciacio, do Banco Santander SA, em relatório hoje. “Continuamos a ver um cenário desafiador para a companhia.”

A receita líquida recuou 5,8 por cento para R$ 2,89 bilhões no trimestre, enquanto as despesas financeiras cresceram 22 por cento com a queda de 2 por cento do real ante o dólar, segundo o comunicado. A produção de aço bruto caiu 6,2 por cento para 1,67 milhão de toneladas na comparação anual, disse a Usiminas.

As siderúrgicas nacionais estão enfrentando excesso de oferta global em uma época que a maior economia da América Latina desacelera. As vendas de veículos no País recuaram 1,8 por cento em março após queda de 9 por cento em fevereiro. A Usiminas é a maior fornecedora de aço para montadoras.

Investimento

A Usiminas pretende investir R$ 2,5 bilhões em 2012, disse o presidente da companhia, Julian Eguren, em teleconferência com analistas e investidores hoje. Os investimentos em aço serão reduzidos enquanto os projetos de mineração receberão mais recursos, disse ele.

Egurem que assumiu em 17 de janeiro, quer melhorar as operações da Usiminas diante da queda das margens de 16 por cento em 2010 para 4 por cento no ano passado.

Incluindo minoritários, a Usiminas teve prejuízo de R$ 36,8 milhões, comparado ao lucro líquido de R$ 16 milhões no primeiro trimestre de 2011.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame