Exame Invest
MERCADOS

Vale afunda na Bovespa após prejuízo inesperado

PUBLICADO EM: 30.10.14 | 9H55
A maior produtora global de minério de ferro anunciou um prejuízo de 3,381 bilhões de reais entre julho e setembro deste ano
Caminhão da Vale transportando minérios de ferro na mina de Brucutu, em Barão de Cocais

Caminhão da Vale transportando minérios de ferro na mina de Brucutu, em Barão de Cocais

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 42MIN

São Paulo – As ações preferenciais da Vale recuavam 5% e lideravam as perdas do Ibovespa nesta quinta-feira, após o balanço da mineradora surpreender negativamente o mercado.

A maior produtora global de minério de ferro anunciou um prejuízo de 3,381 bilhões de reais entre julho e setembro deste ano, contra lucro de 7,949 bilhões de reais no mesmo período de 2013, em um trimestre duramente impactado pela queda do preço da matéria-prima do aço e por perdas cambiais.

O resultado, prejuízo de 1,44 bilhões de dólares, ficou muito abaixo da média das estimativas do mercado obtidas pela Reuters, que apontava um lucro de 956 milhões de dólares no período.

Com a queda de hoje, os papéis preferenciais da Vale ampliam para 32% sua desvalorização em 2014.


Tempos difíceis

O Credit Suisse reduziu a estimativa para o preço-alvo da Vale de US$ 12,50 para US$ 11 por American Depositary Receipt (ADR, recibo de ações negociado no mercado americano) e mudou a recomendação de manter (neutral) para vender (underperform, ou abaixo da média do mercado).

O banco estima ainda que o dividendo mínimo da Vale será reduzido em 25% nos próximos anos, e se os preços do minério continuarem em baixa, o endividamento da mineradora vai piorar, atingindo duas vezes o Ebitda em 2015.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame