Exame Invest
Minhas Finanças

Azul vende passagens para os EUA com data para reabertura de fronteira

PUBLICADO EM: 20.7.21 | 17H50
ATUALIZAÇÃO: 23.7.21 | 16H35
Bilhetes para Orlando e Fort Lauderdale serão comercializados pela companhia sem data definida a partir de quinta

Oferta será exclusiva para Clientes Diamante, Azul Itaucard ou pertencentes ao Clube TudoAzul

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

A Azul anuncia a venda de passagens aéreas para os Estados Unidos sem data definida de embarque. Bilhetes para Orlando e Fort Lauderdale serão comercializados pela companhia a partir dessa quinta-feira, 22, e poderão ser utilizados nos 20 primeiros dias após a abertura da fronteira norte-americana para a entrada de brasileiros.

Os 298 bilhetes serão comercializados a preços promocionais (a área não divulga o valor antes do início da campanha). A oferta será exclusiva para clientes Diamante, Azul Itaucard ou pertencentes ao Clube TudoAzul, que tem mensalidade a partir de R$ 39.

Como será um valor fixo, dentro de um lote promocional, a Azul aponta que não há interferência da flutuação do dólar no momento da compra. Porém, no dia que o cliente for emitir o bilhete, terá que pagar, em reais e de acordo com a cotação do dia, as taxas de embarque, que são repassadas à administração aeroportuária

As passagens poderão ser adquiridas em pontos no Shopping TudoAzul. A promoção terá resgate limitado a até duas passagens por CPF e permitirá o transporte de uma bagagem despachada de 23 Kg, por cliente, por trecho.

Após o anúncio oficial de reabertura das fronteiras para viajantes brasileiros, o TudoAzul irá contatar o cliente pelo telefone informado no cadastro para realizar o agendamento da viagem. Se ele não puder voar nos 20 dias após o anúncio ou não estiver com as duas doses da vacina, poderá solicitar reembolso dos pontos.

Vantagens e desvantagens

O professor de finanças da PUC-SP, Fábio Gallo, acredita que a promoção da áerea seja interessante para quem está na expectativa de viajar tão logo abra a fronteira, principalmente quem tenha parentes no país, por exemplo. "Contudo, é bom checar, no momento em que a campanha começar, qual é de fato o desconto da passagem".

A desvantagem, apont Gallo, é não saber quando a abertura pode acontecer; "No final de semana a França abriu a sua fronteira. Mas nos EUA pode acontecer de maneira mais rápida ou não. Aí talvez o viajante encare uma estação do ano não tão atrativa caso a viagem seja de lazer, por exemplo".

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame