Fundos imobiliários: qual a garantia se não estão cobertos pelo FGC? | Exame Invest
Exame Invest
Minhas Finanças

Fundos imobiliários: qual a garantia se não estão cobertos pelo FGC?

PUBLICADO EM: 30.1.21 | 7H00
ATUALIZAÇÃO: 30.1.21 | 0H47
O professor Arthur Vieira de Moraes, da EXAME Research, responde dúvidas dos leitores sobre fundos imobiliários
Imóveis em São Paulo

Fundos de investimento não têm cobertura do FGC porque não é preciso

Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Beatriz Quesada

Repórter especializada na cobertura de mercados. Formada pela ECA-USP, passou pelas redações da revista Capital Aberto e rádio BandNews FM.



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

O professor Arthur Vieira de Moraes, especialista em fundos imobiliários da EXAME Research (a divisão de análise de investimentos da EXAME), responde a perguntas de investidores em seu programa semanal. O FIIs em EXAME vai ao ar toda sexta-feira às 15h no canal da casa de análises no YouTube.

Veja abaixo uma das perguntas respondidas no último programa, que foi ao ar nesta sexta-feira, 29 de janeiro.

Dúvida do leitor

Qual a garantia de investir em FIIs se não são cobertos pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito)?

Caro leitor, fundos de investimento não têm cobertura do FGC porque não é preciso. E não é algo específico de FIIs: vale para a indústria de fundos como um todo.

Quando você deixa o seu dinheiro no banco -- em investimento em CDB, LCI ou mesmo em conta corrente --, o seu capital se confunde com o patrimônio do banco. Isso porque a contabilidade de um banco é diferente da maioria dos outros tipos de empresa. Apesar de o seu investimento ser um passivo (porque o banco deve isso pra você), ele também é um ativo da instituição bancária. Em resumo, todo o capital fica no nome do banco. 

Aprenda a cuidar melhor de seu dinheiro, sem complicações. Conte com a assessoria especializada do BTG Pactual Digital

Se essa instituição quebrar -- ou seja, se o BC tiver que intervir no banco ou decretar sua liquidação --, o dinheiro é contabilizado todo junto em um mesmo "bolo". Isso significa que os credores do banco podem alcançar o seu investimento. Já um fundo de investimento é totalmente diferente, seja DI, de ações ou imobiliário.

O fundo é um condomínio e, como tal, ele tem um CNPJ e uma conta corrente diferentes da conta do administrador do produto. Se o administrador quebrar, o patrimônio do fundo fica intacto. 

É por isso que os FIIs não precisam de FGC para garantir a segurança do patrimônio. Você, investidor, pode ficar tranquilo porque a nossa indústria de fundos é muito segura nesse aspecto e, não por acaso, é uma das maiores do mundo.


Recomendado para você

Envie também sua dúvida para o professor. O endereço para envio está aqui.

No curso “Patrimônio e renda com fundos imobiliários“, Arthur Vieira de Moraes ensina a investir em imóveis através de fundos imobiliários. O professor ajuda os alunos a entender como funcionam e por que é vantajoso investir em FIIs.

O conteúdo mostra como é possível diversificar a carteira, aumentar o patrimônio e renda de forma tão ou mais segura quanto um dos investimentos mais tradicionais do país. Ao final do curso, o aluno é capaz de investir em fundos imobiliários e tem o conhecimento necessário sobre os mecanismos de proteção ao investimento. Inscreva-se já.

 

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

 


Leia também

Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Beatriz Quesada

Repórter especializada na cobertura de mercados. Formada pela ECA-USP, passou pelas redações da revista Capital Aberto e rádio BandNews FM.


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame