Imóveis: veja cidades com metro quadrado mais caro em março | Exame Invest
Exame Invest
Minhas Finanças

Imóveis: veja cidades com metro quadrado mais caro em março

PUBLICADO EM: 6.4.21 | 10H55
O preço dos imóveis residenciais à venda no país teve alta nominal de 0,18% em março, segundo dados do Índice FipeZap
Casa própria; financiamento de imoveis; aluguel

Cidades: em março, o preço médio de venda de imóveis residenciais foi de 7.561 reais por metro quadrado entre as 50 cidades monitoradas (Getty Images)

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

 

  • Preços dos imóveis subiram 0,18% em março 
  • Em três meses, a alta acumulada é de 0,80% 
  • Em março, o preço médio de venda de imóveis residenciais foi de 7.561 reais por metro quadrado

O preço dos imóveis residenciais à venda no país teve alta nominal de 0,18% em março, segundo dados do Índice FipeZap. Apesar da alta, o preço desacelerou  ante os resultados observados nos últimos 3 meses: dezembro (+0,46%), janeiro (+0,35%) e fevereiro (+0,26%). O índice monitora o preço médio de imóveis anunciados para venda em 16 capitais. 

A variação mensal do índice em março é inferior ao comportamento esperado do IPCA/IBGE para o mesmo período (+0,95%), segundo expectativa publicada no último Boletim Focus do Banco Central do Brasil. 

Quer saber como investir nas ações mais promissoras da bolsa? Conheça os relatórios da EXAME Invest Pro

Uma vez confirmada essa variação dos preços ao consumidor, calcula-se que o preço médio de venda de imóveis residenciais encerrará março com queda real de 0,76%. 


Recomendado para você

No mês, as maiores variações foram em  Maceió (+1,38%), Vitória (+1,11%), Florianópolis (+0,82%), Curitiba (+0,82%) e Goiânia (+0,67%). Em contraste, os maiores recuos foram registrados em Manaus (-0,65%), Fortaleza (-0,44%) e Belo Horizonte (-0,38%). 

Trimestre 

No final do primeiro trimestre, o preço médio de venda residencial acumula alta de 0,80%, variação inferior à inflação acumulada de 2,07%, segundo comportamento observado e esperado do IPCA (IBGE). 

Se confirmado esse resultado, a comparação entre a variação acumulada do Índice FipeZap e da inflação ao consumidor representará um recuo de 1,25% no preço médio de venda dos imóveis residenciais, em termos reais.

Já nos últimos 12 meses, o Índice FipeZap acumula avanço nominal de 3,99%. Na comparação com a inflação acumulada nos últimos 12 meses (+6,12%), segundo o IPCA (IBGE)*, o Índice FipeZap apresenta queda de 2,01%, em termos reais. 

Entre as 16 capitais monitoradas pelo Índice FipeZap, as maiores altas foram registradas em Maceió (+11,58%), Curitiba (+10,59%), Manaus (+9,91%), Brasília (+9,39%), Vitória (+9,17%), entre outras. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, as altas acumuladas nos últimos 12 meses são de 4,27% e 2,12%, respectivamente. 

Preço médio de imóveis

Em março, o preço médio de venda de imóveis residenciais foi de 7.561 reais por metro quadrado entre as 50 cidades monitoradas. Dentre elas, Rio de Janeiro se manteve como a capital monitorada com o preço do metro quadrado mais elevado (R$ 9.503/m²), seguida por São Paulo (R$ 9.439/m²) e Brasília (R$ 8.167/m²). 

Já entre as capitais monitoradas com menor valor médio de venda residencial por metro quadrado, figuraram: Campo Grande (R$ 4.343/m²), Goiânia (R$ 4.573/m²) e João Pessoa (R$ 4.610/m²).

CidadePreço médio do metro quadrado (em reais)Variação do preço em março  (%)Variação dos preços em 2021 (%)
São Paulo9.439+0,38%+1,25%
Rio de Janeiro9.503+0,10%+0,60%
Belo Horizonte6.853-0,38%-1,09%
Brasília8.167+0,26%+1,54%
Salvador5.240+0,12%-0,17%
Fortaleza5.924-0,44%-0,77%
Recife6.243+0,01%+0,04%
Porto Alegre6.140+0,19%+1,48%
Curitiba6.709+0,82%+2,99%
Florianópolis7.608+0,82%+2,60%
Vitória7.350+1,11%+2,89%
Goiânia4.573+0,67%+1,67%
João Pessoa4.610+0,61%+2,18%
Campo Grande4.343+0,43%+0,74%
Maceió5.544+1,38%+4,75%
Manaus5.137-0,65%+0,66%
Índice FipeZap7.561+0,18%+0,80%
IPCA-+0,95%+2,07%

 

 


Leia também

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame