Exame Invest
Minhas Finanças

Inflação dos carros novos chega a quase 20% em 2021

PUBLICADO EM: 11.1.22 | 15H40
ATUALIZAÇÃO: 11.1.22 | 16H08
Aumento corresponde aos modelos 0 km 2022; usados passaram de 22% de alta nos preços
Carros

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 4MIN

O ano de 2021 foi marcado pelo movimento atípico e acentuado do aumento dos preços de carros novos e usados.

De acordo com o Monitor de Variação de Preços da KBB Brasil, empresa especializada em pesquisa de preços de veículos, a inflação chegou a 9% para os carros 0 km no acumulado do ano até o final de dezembro.

Considerando apenas os modelos 2022, chega a 18,4%.

No caso dos usados, os automóveis que têm entre quatro e dez anos de uso subiram mais de 22% no período.

Aprenda como investir seu dinheiro para comprar um carro! Comece agora

O último indicador do ano mostra que, em dezembro, a curva ascendente dos preços dos carros novos desacelerou, mas ainda registrou alta de 0,74% no período.

Os modelos 2022 tiveram alta de 1,52% em dezembro, em média.

Variação média de preços dos carros novos em 2021 

Ano modelo 

Novembro 

Dezembro 

Acumulado 2021 

Acumulado 2020 

Média

1,51%

0,74%

9,03%

4,29%

2022

2,24%

1,52%

18,39%

-

2021

0,07%

0,05%

6,57%

7,79%

Comparando com o comportamento dos preços observado ao longo de 2020, no ano passado, os veículos novos acumularam mais do que o dobro do aumento visto há dois anos, quando já havia crise sanitária, mas as dificuldades de produção ainda não provocavam grandes distúrbios entre a oferta e a demanda da indústria.

Enquanto os modelos 2021 (que eram os mais recentes ao final de 2020) subiram 7,79% naquele ano, os 2022 fecharam os últimos 12 meses com 18,39% de inflação.

Com relação aos carros usados, a discrepância entre o cenário de 2020 e o de 2021 é ainda mais marcante.

Entre os seminovos, com até três anos de uso, houve aumento de 2,15%, em média, nos preços de dezembro, totalizando alta de 17,22% no acumulado do ano para este grupo. Em 2020, os veículos seminovos terminaram o ano com leve alta de 0,93%.

Variação média de preços dos carros seminovos (de zero a três anos de uso) em 2021 

Ano modelo 

Novembro 

Dezembro 

Acumulado 2021 

Acumulado 2020 

Média

2,28%

2,15%

17,22%

0,93%

2021

1,90%

2,70%

14,48%

-

2020

2,92%

2,97%

14,80%

5,78%

2019

1,84%

1,80%

18,87%

0,53%

2018

2,41%

1,50%

21,14%

-1,00%

A maior diferença entre 2020 e 2021 fica a cargo dos carros usados, que têm entre quatro e dez anos de uso.

Em média, estes veículos subiram 22,46% entre janeiro e dezembro do ano passado, enquanto em 2020 o comportamento de preço acumulado desta categoria encerrou o período com queda de 0,85% em média.

Variação média de preços dos carros usados (de quatro a dez anos de uso) em 2021 

Ano modelo 

Novembro 

Dezembro 

Acumulado 2021 

Acumulado 2020 

Média

1,92%

1,45%

22,46%

-0,85%

2017

1,76%

2,00%

22,23%

-

2016

1,25%

1,52%

19,72%

-0,81%

2015

1,27%

0,96%

21,66%

-1,28%

2014

2,65%

0,91%

21,37%

-2,12%

2013

3,45%

1,44%

23,56%

0,19%

2012

1,72%

2,10%

23,79%

1,64%

2011

1,47%

1,35%

24,26%

-1,49%

A KBB Brasil analisou 26.376 versões de automóveis à venda para a elaboração do indicador. A consultoria utiliza tecnologias de análise de dados e big data para produzir os levantamentos.

O processamento é realizado por um algoritmo alimentado semanalmente por uma base com mais de 800 mil informações de preços de diferentes fontes do mercado. Todos os preços são públicos e podem ser consultados gratuitamente no site.

Quer ficar por dentro de notícias que afetam o seu bolso? Assine a EXAME

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame