Exame Invest
Minhas Finanças

Tem medo de ser coagido a fazer um PIX? Agora você terá seguros

PUBLICADO EM: 22.10.21 | 6H00
ATUALIZAÇÃO: 21.10.21 | 19H15
Mercado Pago lança proteção a partir de R$ 3,50 que cobre transferências do PIX feitas sob ameaça

Seguros estarão disponíveis para contratação via cartão e pela conta digital do Mercado Pago

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

Recentemente o medo de parte dos brasileiros de usar o sistema de pagamento instantâneos do Banco Central, o PIX, mostrou ter fundamento. Tanto que o Banco Central fez alguns aprimoramentos na segurança do sistema, como diminuir o limite para transferências noturnas. Mas assim como outros meios de pagamentos, ainda há espaço para insegurança, exarcebada pela característica das transações, que são feitas em tempo real.

Mas o mercado financeiro está se movimentando para minimizar riscos. O Mercado Pago lança, nesta sexta-feira, 22, uma solução de conta digital protegida que inclui transações com Pix. Nos próximos dias, o Santander anunciou que oferecerá solução semelhante.

A proteção do Mercado Pago, feita em parceria com a seguradora BNP Paribas Cardif, inclui compras e transferências sob coação (sofre danos corporais ou é ameaçado) com Pix e código QR. A cobertura é válida para débitos que tenham sido efetuados no período de 96 horas antecedentes a notificação do ocorrido.

José Luiz De Oliveira Machado, gerente de seguros do Mercado Pago, aponta que, em tese, a cobertura contra coação já existia no mercado. Contudo, ela era focada em saques ou nas "saidinhas de bancos". Ou seja, não estava adaptada à nova ferramenta. "Tivemos de revisar condições do contrato para passar a incluir também as novas tecnologias".

O novo seguro da fintech também oferece outros tipos de coberturas importantes relacionadas à segurança da conta e do cartão, como débito indevidos na conta e compras efetuadas após perda, roubo e furto qualificado do titular; roubo em caixa eletrônico e roubo ou furto de bolsa com cartão. Contudo, nenhuma delas inclui proteção no caso de invasão de conta digital posterior ao roubo do celular, prática criminosa que vem se tornando cada vez mais frequente.

O seguro ainda protege compras contra roubos e danos até 60 dias após a entrega, além de indenizar em caso de morte ou invalidez do usuário, e dar assistência funeral. "São proteções importantes para nossos clientes, pois muitos não eram bancarizados e não têm histórico de contratação de seguros", explica Machado.

Serão dois tipos de plano de conta protegida: uma no valor de R$ 3,50 mensais e cobertura de R$ 5 mil reais, e outro de R$ 5 reais mensais, para coberturas de até R$ 10 mil.

Inicialmente a proteção estará disponível apenas para novos clientes do cartão de crédito da fintech. A contratação das proteções pela conta digital Mercado Pago estará disponível para os 19 milhões de clientes a partir de novembro.

Outros produtos

O MercadoPago completou um ano de operação como insurtech. A proteção da conta digital e cartão é o terceiro produto lançado pela fintech.

Completam seu portfólio um seguro contra roubo e danos ao celular, que deve ser ampliado para outros tipos de bens no futuro. O maior diferencial do produto, segundo Machado, é o preço, que varia entre 8% a 17% do preço do aparelho, obtido por meio de negociações com seguradora. "O mercado cobra pela proteção, em média, de 25% a 30% do valor do smartphone".

Além de ser acessível, a proteção entrega um novo aparelho para o cliente como indenização e abrange furto simples (que não deixa vestígios), algo que não é coberto pela maioria das proteções do mercado, afirma Machado.

Outro seguro oferecido pela fintech é o de garantia estendida, que no futuro deverá ser ampliado para outros produtos além de linha marrom e branca.

Assine a EXAME e fique por dentro das notícias que afetam o seu bolso

 

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame