Minhas Finanças

O que a Austrália tem a ver com o quilo da carne a R$ 40 no Brasil

PUBLICADO EM: 19.5.21 | 8H00
ATUALIZAÇÃO: 19.5.21 | 14H15
Quilo da carne bovina teve aumento de quase 30% nos últimos 12 meses. É possível encontrar cortes que não são considerados “nobres” por mais de R$ 40 o quilo
Carrefour; Carnes Especiais; Supermercado; Suinos; Consumidor

Carnes: quilo da carne bovina teve aumento de quase 30% nos últimos 12 meses.

Imagem da Editoria Exame Invest
Juliano Passaro

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

Nos últimos 12 meses, comprar carne tem ficado cada vez mais difícil para o brasileiro. A cada ida ao supermercado, um novo aumento no preço do quilo da carne bovina faz com que os consumidores repensem qual é a proteína que vai compor a refeição. Não à toa, o brasileiro nunca comeu tanto ovo. Com o aumento desenfreado do preço da carne, a queda de poder de compra da população, e a mudança de hábito trazida pela pandemia, cada brasileiro comeu, em média, 251 ovos em 2020.

O volume é um recorde. Há 20 anos, o consumo anual de cada cidadão era de 94 unidades. Dez anos atrás esse número subiu para 148 ovos. Hoje, o brasileiro come mais ovos que a média do cidadão mundial que é de 230 ovos por ano. O motivo principal, além da crise provocada pela pandemia, é exatamente o aumento de quase 30% no preço da carne bovina nos últimos 12 meses. Hoje é possível encontrar cortes que não são considerados “nobres” por mais de R$ 40 o quilo.

Os motivos nacionais e internacionais que têm levado o preço da carne às alturas são o tema do episódio #026 do Exame Agora .

Imagem da Editoria Exame Invest
Juliano Passaro

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame