Exame Invest
Minhas Finanças

Quer economizar mais em compras online? Use um comparador de fretes

PUBLICADO EM: 31.12.18 | 7H00
Basta inserir o CEP e link do produto que o Reduza mostra sites que cobram as menores taxas, que já são adicionadas ao preço do produto
Cashback

Taxa de entrega representa, em média, 40% do valor das compras feitas pela internet (Getty Images/iStockphoto)

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

São Paulo - Não faltam comparadores de preços de produtos online. Mas quantas vezes você já se deparou com um frete caro e se viu obrigado a entrar em cada e-commerce para simular o valor da taxa de entrega e comparar qual é, de fato, o preço mais vantajoso?

Essa dor de cabeça acabou, Pelo menos é o que promete a plataforma Reduza, que lançou um comparador de fretes. Ao entrar na plataforma, basta inserir o CEP e colar o link do produto pesquisado para saber se ele realmente oferece o menor preço quando a taxa de entrega é adicionada na conta. A partir daí, o Reduza aciona um algoritmo que faz uma análise automática completa, incluindo o valor do frete, para identificar a loja que cobra o menor preço.

Além de adicionar a taxa de entrega ao valor do produto nos maiores sites de e-commerce, o Reduza Fretes mostra o porcentual da taxa de entrega em cada caso. A ferramenta apresenta ainda o melhor preço à vista e a prazo.

Na compra de um depurador de ar da Electrolux, por exemplo, com endereço de entrega no Tatuapé, em São Paulo, o preço do frete varia entre 18 reais e 72 reais, ou seja, 333%. Ele pode representar de 4,59% a 18% do preço do produto na compra simulada.

A ferramenta tem como objetivo solucionar um dos grandes vilões do e-commerce: o alto valor do frete, que é responsável por 70% do abandono de carrinhos online, conforme mostra o Estudo de Propensão ao Consumo da SAP 2018.

O Reduza Fretes também permite que o usuário crie alertas para que seja avisado quando o valor da taxa de entrega for reduzido ou se tornar gratuito. A funcionalidade é relevante para compras maiores, como de móveis, por exemplo, pelas quais o consumidor pode esperar um pouco mais, caso esteja reformando a casa, por exemplo. "O frete pode representar até 40% do valor total da compra, em média. Ou seja, além de comparar preços, é importante que o consumidor faça uma análise do preço final, já incluindo a taxa de entrega", diz Neto Gonçalves, um dos fundadores da ferramenta,

Geralmente, explica Gonçalves, sites que cobram mais pela taxa de entrega não investiram tão pesado em centros de distribuição próprios e têm logística mais limitada. "O peso do frete ganha força em regiões com maiores dificuldades de logística, como as da região norte e do interior dos estados. Já vimos caso nos quais o preço do frete chega a ser maior do que o do produto".

Avaliando e comparando fretes, o consumidor pode verificar também se não faz mais sentido optar por retirar na loja ou em uma cidade próxima.

Além de comparar taxas de entrega, a Reduza Fretes também consegue descontos nos produtos de até 30%. Isso é possível porque a plataforma original, a Reduza, aplica um algoritmo em cada compra que verifica se o site oferece cupons para a compra ou produto de forma automática. "O consumidor não precisa ficar procurando essas promoções. Nós já inserimos esses benefícios na ferramenta", explica o executivo.

 

 

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame