Exame Invest
Minhas Finanças

Tarifas dos aeroportos do Galeão e de Confins são reajustadas

PUBLICADO EM: 11.5.18 | 10H26
O reajuste abrange as taxas de embarque, conexão, pouso, permanência, armazenagem e capatazia
Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro

Galeão: as concessionárias devem dar publicidade aos novos valores, que poderão ser praticados após 30 dias

Imagem da Editoria Exame Invest
Estadão Conteúdo



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

Brasília - A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) reajustou os tetos das tarifas aeroportuárias dos contratos de concessão do aeroportos internacionais Antônio Carlos Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro (RJ), e Tancredo Neves (Confins), em Minas Gerais. Os índices do aumento no Galeão foram de 3,1674% e 2,7628% e em Confins, de 3,5258% e 2,7628%.

O reajuste abrange as taxas de embarque, conexão, pouso, permanência, armazenagem e capatazia.

Com isso, a taxa de embarque no Galeão passará de R$ 29,41 para R$ 30,35, em voos domésticos, e de R$ 52,09 para R$ 53,74, em voos internacionais.

Em Confins, os valores dessa tarifa saem de R$ 29,13 para R$ 30,15 e de R$ 51,58 paraR$ 53,40, respectivamente.

Conforme decisão publicada no Diário Oficial da União (DOU), as concessionárias devem dar publicidade aos novos valores, que poderão ser praticados após 30 dias.

Imagem da Editoria Exame Invest
Estadão Conteúdo


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame