Exame Invest
Minhas Finanças

Bancos já antecipam IR; saiba quando vale a pena

PUBLICADO EM: 5.3.12 | 8H36
Empréstimo tem juros mais baixos que outras linhas de crédito; BB tem a linha mais barata entre os grandes bancos
Dinheiro

Antecipação de IR deve ser usada para objetivos urgentes ou para quitar dívidas mais caras

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 4MIN

São Paulo – Os grandes bancos já estão lançando as suas linhas de antecipação do IR 2012. Alguns bancos já iniciaram o período de contratação e outros começam a oferecer o empréstimo a partir do dia 5 de março. Os juros dessa modalidade se assemelham aos das linhas mais baratas do mercado, como o crédito consignado e algumas linhas de crédito direto ao consumidor. Neste ano, de todas as instituições que divulgaram suas taxas até agora, o Banco do Brasil é o que apresenta a linha mais barata, com juros a partir de 2,30% ao mês.

É possível antecipar até 100% do IR. Os juros são baixos porque contam com a garantia do recebimento da restituição da Receita, na conta designada na instituição pelo próprio cliente. Embora seja necessário ser correntista do banco para contratar a linha de crédito, o Bradesco e o BB permitem que o correntista contrate um empréstimo parcial, mesmo que não receba a restituição pelo banco. Veja abaixo as condições de cada instituição financeira:

table.tableizer-table {border: 1px solid #CCC; font-family: Arial, Helvetica, sans-serif; font-size: 12px;} .tableizer-table td {padding: 4px; margin: 3px; border: 1px solid #ccc;}
.tableizer-table th {background-color: #104E8B; color: #FFF; font-weight: bold;}

Instituição Taxa (% ao mês) Valor do adiantamento Prazo de contratação
Banco do Brasil A partir de 2,30% Até 100% do IR, com valor máximo de 5.000 reais para as operações sem garantia e de 20.000 reais para as operações com garantia. De 01/03/2012 a 30/11/2012
Itaú A partir de 2,60% A partir de 500 reais, sem valor ou percentual máximo. De 01/03/2012 a 31/10/2012
HSBC 2,99% Até 100% do valor do IR, apenas para quem recebe a restituição pelo HSBC. O valor mínimo é de 300 reais e o máximo é de 30.000 reais. De 05/03/2012 a 12/2012 (até o último lote de restituição
Santander 2,99% Até 100% do valor do IR, apenas para quem recebe a restituição pelo Santander. O valor mínimo é de 100 reais, sem quantia máxima. De 01/03/2012 a 20/12/2012
Bradesco A partir de 3,00% Até 100% do valor do IR para quem recebe a restituição pelo Bradesco e até 80% para os demais clientes. Valor máximo de 20.000 reais. De 01/03/2012 a 12/2012 (até o último lote de restituição)
Caixa Econômica Federal A ser divulgada no dia 5 de março Até 75% do valor da restituição de IR, com valor mínimo de 610 reais e máximo de 30.000 reais. De 05/03/2012 a 30/11/2012

As taxas de juros este ano, portanto, variam de 2,30% a 3,00% ao mês, podendo ser mais altas, dependendo do tipo de relacionamento que o cliente tem com o banco. Essas taxas podem ser consideradas baixas em comparação a outras linhas de crédito. De acordo com a apuração referente ao mês de janeiro feita pela Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (ANEFAC), a média dos juros foi de 3,99% ao mês para o empréstimo pessoal em bancos, 8,34% ao mês para o cheque especial e 10,69% ao mês para o cartão de crédito.

Isso não significa, no entanto, que esse tipo de empréstimo deva ser contratado indiscriminadamente. “Para que o dinheiro vai ser usado? Para tratar um problema de saúde? Para aproveitar uma oportunidade imediata, que não vai se abrir novamente no futuro? É preciso que a chance de retorno compense os juros”, diz o educador financeiro Reinaldo Domingos, do Instituto DSOP.

Outra utilidade da antecipação de IR é trocar dívidas caras – como a do cartão de crédito – por uma dívida mais barata, usando o dinheiro da antecipação para quitar os demais débitos. “Só que isso não ataca a causa do endividamento, caso a dívida provenha de um desequilíbrio financeiro”, alerta Domingos, para quem é importante rever os hábitos de consumo, além de fazer a troca de dívidas.

O especialista recomenda que apenas contratem essa linha de crédito quem está seguro de ter feito uma declaração de IR correta, sem dúvidas, com todos os ganhos adequadamente declarados e todas as despesas dedutíveis comprovadas. Se a pessoa cair na malha fina, pode ter de pagar multa, e não vai receber a restituição a tempo de quitar a dívida com os juros baixos da antecipação. “Se houver alguma dúvida em relação à declaração, é melhor não contratar esse empréstimo. Quando a pessoa cai na malha fina, os juros utilizados para pagar o empréstimo podem ser os de uma linha mais cara”, explica Domingos.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame