Exame Invest
Minhas Finanças

Brasileiros não atrasam financiamento de carro, diz pesquisa

PUBLICADO EM: 29.9.20 | 11H52
Segundo pesquisa da Serasa, quase 90% das parcelas são pagas em dias
Carros; Veículos; Trânsito

Veículos: o carro se fortaleceu nos últimos anos como fonte de renda dos brasileiros

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Os brasileiros são pontuais quando se trata de pagamento de financiamento de veículos. Uma pesquisa realizada pela Serasa, com base nas informações do Cadastro Positivo, apontou que 89,6% das parcelas de financiamento são pagas em dia. 

Segundo os dados, excluindo o crédito consignado, que tem o desconto direto na fonte, esta é maior pontualidade dos brasileiros quando comparada com as modalidades de empréstimo pessoal (86,1%) e cartão de crédito (86,8%).  

Entre as regiões do país, a maior taxa de pontualidade de pagamento estão no Sul e Sudeste, com 90,7% e 90,1%. Em seguida aparece o Nordeste (88,3%), Centro-Oeste (88,1%) e Norte (87,2%). 

Luiz Rabi, economista da Serasa Experian, explica que além de ser, em muitos casos, o principal meio de transporte da família, o veículo se fortaleceu nos últimos anos como fonte de renda dos brasileiros que precisaram criar alternativas de emprego, dado o fraco desempenho do emprego com carteira assinada desde a recessão de 2015 e 2016.

Somado a isso, devido à pandemia, o brasileiro encontrou no veículo uma alternativa para superarem as dificuldades devido à pandemia de coronavírus, por meio de trabalhos de entrega, transporte de passageiros e produtos, entre outros. 

“O veículo também é a garantia da instituição que fez o financiamento, por isso, o consumidor procura priorizar o pagamento desta dívida para não correr o risco de perdê-lo”, diz o economista.

A análise do economista é reforçada com a visão do levantamento por microempreendedores individuais (MEIs). Segundo os dados, 10% dos MEIs inscritos no Cadastro Positivo possuem financiamento de veículos, percentual superior à média geral (7,3%). Quando analisado por faixa de renda, os microempreendedores individuais que ganham acima de R$ 5 mil foram os que mais tinham esse tipo de financiamento, 20,1%, ante 13,9% da representatividade geral, veja detalhes na tabela abaixo:

Faixa de renda mensalRepresentatividade MEIRepresentatividade geral
Até R$ 1.0003,6%2%
De R$ 1.000 até R$ 2.0006,7%4,6%
De R$ 2.000 a R$ 5.0009,7%10,3%
Acima de R$ 5.00020,1%13,9%
Média geral10%7,3%

O estudo também analisou a idade dos brasileiros que fizeram financiamento de carros. As pessoas acima de 51 anos foram as que mais pagaram em dia as parcelas do financiamento de veículo (90,7%), seguidas das que têm entre 26 e 50 anos (89,7%). Os jovens – de 18 a 25 – ficaram com a menor pontualidade (85,2%).

“A idade traz experiência e muitas vezes mais renda e estabilidade financeira, por isso, o compromisso das pessoas mais velhas em honrar as despesas normalmente é maior. É um comportamento cultural”, reforça Rabi.

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame