Exame Invest
Minhas Finanças

Cai dependência de financiamento para compra de carros

PUBLICADO EM: 15.7.13 | 16H18
Entre janeiro e maio deste ano, montante foi 4% menor do que em 2012
Homens conversando em um pátio com carros

De acordo com a Anef, 54% das vendas de veículos são financiadas (53% por CDC e 1% por leasing), 38% dos negócios são à vista e 8% via consórcio

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

O brasileiro tem reduzido a dependência de financiamentos para adquirir carros. De acordo com matéria publicada pelo jornal O Estado de S.Paulo, bancos e financeiras emprestaram R$ 45,3 bilhões para compra de veículos novos e usados entre os meses de janeiro e maio de 2013.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, a queda é de 4%, já que, na ocasião, foram emprestados R$ 47,2 bilhões.

Os motivos da redução da dependência seriam a melhoria da renda familiar, permitindo que os clientes pagassem um valor maior de entrada e parcelassem um montante menor, e o aumento das restrições dos bancos para conceder os empréstimos.

Pegando o mesmo período, foram constatados aumentos nas vendas de veículos novos (8,9%) e usados (3,6%). O prazo médio de financiamento caiu de 43 para 42 meses e praticamente foram descartados prazos superiores a 60 meses.

De acordo com a Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras (Anef), 54% das vendas de veículos são financiadas (53% por CDC e 1% por leasing), 38% dos negócios são à vista e 8% via consórcio.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame