Exame Invest
Minhas Finanças

Caixa baixa juros do financiamento imobiliário e do cheque especial

PUBLICADO EM: 12.12.19 | 11H36
ATUALIZAÇÃO: 12.12.19 | 12H16
Taxa mínima para casa própria vai a 6,5% ao ano e, no cheque especial, vai variar de 4,95% a 8% ao mês
Caixa Econômica Federal inicia saque do FGTS

Juros: média do cheque especial no mercado é de 12% ao mês, de acordo com BC

Imagem da Editoria Exame Invest
Juliana Elias



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

São Paulo - Um dia após uma nova redução da Selic, a taxa básica de juros do país, a Caixa Econômica Federal anunciou a redução de seus juros cobrados tanto no cheque especial quanto no financiamento imobiliário para clientes com relacionamento com o banco.

No crédito imobiliário, clientes que recebem seu salário pelo banco pagarão juros de 6,5% ao ano mais a TR, taxa de referência do sistema financeiro que atualmente está zerada.

De acordo com a Caixa a redução foi de 0,25 ponto percentual e vale apenas para os financiamentos atrelados à TR, nas diferentes modalidades (Sistema Financeiro de Habitação - SFH e o Sistema Financeiro Imobiliário - SFI). A Caixa também possui financiamento imobiliário atrelado à inflação.

Já os juros do cheque especial saíram de 8,99% ao mês para 8% ao mês. Para os clientes que optarem pelo pacote de relacionamento com o banco, que inclui, por exemplo, o recebimento do salário em conta Caixa, o cheque especial sai de 4,99% ao mês para 4,95% ao mês - a média do mercado para o cheque especial, de acordo com o Banco Central, gira em torno dos 12% ao mês.

As novas taxas começam a valer em 2 de janeiro de 2020.

Imagem da Editoria Exame Invest
Juliana Elias


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame